NOTA

Parlamentares exigem, em nota, suspensão de edital do Enem

Calendário divulgado pelo governo prejudicará estudantes afetados pela pandemia do novo coronavírus
:: Da redação7 de abril de 2020 18:08

Parlamentares exigem, em nota, suspensão de edital do Enem

:: Da redação7 de abril de 2020

Parlamentares membros do Núcleo de Educação do PT no Congresso Nacional assinaram, nesta terça-feira (7), nota exigindo a suspensão do edital do INEP/MEC com o cronograma para a realização das provas impressas e digitais do Enem 2020 previstas para realização entre outubro e novembro deste ano.

O argumento é de que muito provavelmente não será possível, em especial nas escolas públicas que ofertam o ensino médio, concluir o ano letivo antes das datas previstas para a aplicação do Enem Digital e do Enem Impresso.

Assim, a manutenção do cronograma divulgado prejudicaria milhares de estudantes que almejam ingressar na educação superior por meio do Enem e do SiSU, agravando sobremaneira as desigualdades educacionais.

“O Núcleo de Educação do PT no Congresso Nacional defende a imediata suspensão dos editais do Enem 2020 e a realização de um amplo debate sobre o cronograma do exame”, argumentam os parlamentares, na nota.

A nota, também assinada pelo líder do PT no Senado, Rogério Carvalho (SE), ainda aponta que os novos editais deverão prever prazos mais extensos para justificativa de ausência no Enem 2019, solicitação de isenção da taxa de inscrição, inscrição no Enem 2020 e pagamento de taxa de inscrição, isentar da taxa de inscrição todos os estudantes das escolas públicas, que integram  as famílias mais afetadas pelos impactos econômicos da pandemia e assegurar que o Enem 2020 seja aplicado, somente, após as escolas públicas que ofertam ensino médio concluírem o ano letivo.

Confira a íntegra da nota

Leia também