Partido dos Trabalhadores assume dois cargos na Mesa Diretora

Jorge Viana ocupa a 1ª vice-presidência da Casa e Ângela Portela, a 2ª secretaria. Conheça os dois parlamentares do PT.

:: Da redação1 de fevereiro de 2013 20:00

Partido dos Trabalhadores assume dois cargos na Mesa Diretora

:: Da redação1 de fevereiro de 2013

O plenário do Senado elegeu por acordo o senador Jorge Viana (PT-AC) para a 1ª vice-presidência da Casa e a senadora Ângela Portela (PT-RR) para ocupar a 2ª secretaria da Mesa Diretora.

Perfis dos senadores petistas que comporão a Mesa:

Ângela Portela é indicada à
2ª secretaria da Mesa Diretora

Senadora Ângela Portela

Integrante das Comissões de Direitos Humanos e de Assuntos Sociais do Senado, Ângela Portela, é conhecida por atuar em defesa dos direitos das pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade social, pela universalização da educação e pelo desenvolvimento socioeconômico de seu estado. 

A senadora sempre esteve também preocupada com a preservação da cultura indígena e ambiental. Foi dela a proposta de emenda ao novo Código Florestal Brasileiro, de redução do percentual da reserva legal para 50%, em estados que tenha mais de 65% do seu território ocupado por unidades de conservação e por terras indígenas homologadas, porém, com segurança jurídica e preservação ambiental.

Como educadora formada em Letras, a senadora Ângela, apresentou a PEC (Nº 101/2011), que a aplica 10% do PIB na educação e foca também sua atuação em defesa da mulher – preside a Subcomissão Permanente sobre o tema e integra a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito da Violência contra a Mulher. 

8436150036_e7765658c3_c3

Jorge Viana assumirá a
vice-presidência do Senado 

Senador Jorge Viana

Engenheiro florestal, Jorge Viana trabalhou ao lado de Chico Mendes, líder seringueiro do Acre, para sistematizar a idéia de reserva extrativista, com a introdução da prática do manejo florestal sustentável em seu estado, aonde criou a instituição responsável pelo desenvolvimento de tecnologias de uso de produtos florestais.

Com o apoio do ex-presidente Lula Viana organizou no Partido dos Trabalhadores no Acre e se tornou prefeito da capital Rio Branco e governador por duas vezes.

Com base nos ideais de Chico Mendes, criou o programa de desenvolvimento com utilização racional e sustentável da floresta, visando uma economia verde, de baixo carbono e alta inclusão social. Era o Governo da Floresta, onde nasceu o conceito de Florestania, a cidadania dos povos da floresta.

No Senado, Jorge Viana assumiu a negociação do novo Código Florestal como relator da matéria, influenciando, inclusive que o Governo Federal não aceitasse a anistia aos desmatadores. Desde o final de 2012, o senador acreano vem se dedicando à reforma do novo Código Florestal.

Leia também