Partidos começam a definir a composição das comissões permanentes

Paulo Paim presidirá a Comissão de Direitos Humanos nos próximos dois anosOs nomes que compõem as Comissões Permanentes do Senado começaram a ser encaminhados pelos partidos à Mesa da Casa. Nesta quarta-feira (25), após reunião de líderes, foram definidos os partidos que vão indicar os presidentes e vice-presidentes dos colegiados, com base nos tamanhos das bancadas. O PT, segunda maior bancada, presidirá as Comissões de Assuntos Econômicos (CAE) e de Direitos Humanos (CDH).

:: Da redação25 de fevereiro de 2015 19:49

Partidos começam a definir a composição das comissões permanentes

:: Da redação25 de fevereiro de 2015

Em relação à presidência das Comissões, o líder do PT no Senado, Humberto Costa, disse hoje que o senador Paulo Paim (RS) vai presidir a Comissão de Direitos Humanos (CDH) e, em relação à CAE, guarda o entendimento entre os senadores Delcídio Amaral (MS) e Gleisi Hoffmann (PR), ou vai levar a decisão para votação da bancada. “Acredito no entendimento entre os senadores Delcídio e Gleisi, caso contrário, vamos decidir pelo voto da bancada, na semana que vem”, informou.

O senador Walter Pinheiro (PT-BA) foi indicado pela bancada do partido para presidir a CAE, mas, por opção pessoal, declinou do convite para apoiar o colega de bancada senador Delcídio Amaral (PT-MS) para presidir o colegiado.  “Agradeço à bancada, porém, decidi nesse período me dedicar aos cinco pontos prioritários nesta legislatura: pacto federativo e desenvolvimento econômico, saúde; educação, segurança e reforma política. Logo, se ficasse presidindo o colegiado da CAE, perderia a minha mobilidade em relação aos outros temas”, destacou.

Pinheiro vai integrar, como titular ou suplente, sete Comissões Permanentes do Senado: as Comissões de Assuntos Econômicos (CAE); Ciência e Tecnologia (CCT); Infraestrutura (CI); Constituição e Justiça (CCJ); Educação (CE); Assuntos Sociais (CAS) e Desenvolvimento Regional (CDR). Ele, que é vice-líder do Governo no Congresso Nacional, também vai integrar a Comissão Mista do Orçamento (CMO), onde já atua desde a época em que era deputado federal.

Assessoria do senador Walter Pinheiro