Pesquisa: intenção de compra das famílias no mês cresce 4,8%

Pesquisa da Confederação Nacional do Comércio mostra maior disposição para o consumo, na comparação com maio de 2011.

:: Da redação22 de maio de 2012 13:24

Pesquisa: intenção de compra das famílias no mês cresce 4,8%

:: Da redação22 de maio de 2012

As famílias brasileiras estão mais dispostas a elevar seus gastos com consumo, revela a pesquisa apresentada nesta terça-feira (22) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O Índice de Consumo das Famílias (ICF) aponta ainda que essa expectativa sustenta-se principalmente no aumento real de renda e na confiança de manutenção do emprego, esta garantida pelas baixas taxas de desemprego no País. A elevação do índice foi de 0,3%, com relação ao mês passado, mas 4,8%, em relação a maio de 2011.

Entre os sete itens que compõem a ICF, o que mede o nível de consumo atual registrou em maio um crescimento ainda mais intenso, 1,3% em relação a abril, e de 5,7% na variação anual. O mesmo ocorreu com o item Perspectiva de Consumo, com alta de 1,6% em maio, na comparação com o mês anterior, e de 8,6%, ante maio do ano passado.

“O otimismo se deu não só pela manutenção do crescimento real da massa salarial, como também pelos efeitos das maiores facilidades de crédito, com os cortes das taxas de juros concedidos pelos bancos desde abril”, destacou o economista Bruno Fernandes, da CNC. Ele ressaltou, no entanto, que o alto nível de endividamento ainda impede um maior comprometimento das famílias com os gastos, inibindo um crescimento mais forte da intenção de consumo. “Os resultados mensais indicam que a demanda doméstica ainda segue um ritmo moderado.”

Já o item da ICF que mede a satisfação com o emprego atual registrou uma queda de 0,8% em relação a abril. Na variação anual, entretanto, apresentou alta de 1,3%. De acordo com a pesquisa, as famílias das regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste mostram confiança maior em relação ao emprego atual, na comparação com as do Nordeste e do Norte do país.

A ICF é um indicador que visa a medir a avaliação que os consumidores fazem sobre aspectos importantes da condição de vida de sua família, como a capacidade de consumo atual e de curto prazo, o nível de renda doméstico, a segurança no emprego e a qualidade de consumo, presente e futuro. A pesquisa é feita pela CNC em todas as unidades da Federação, com base em informações obtidas em um universo de 18 mil questionários.

(Com informações da Agência Brasil)

Leia também