Justiça política

Petistas acionam CNJ para investigar manobra de Moro

Ação é motivada por quebra de sigilo sobre colaboração premiada de Palocci às vésperas da eleição, em claro ataque à democracia
:: PT na Câmara2 de outubro de 2018 21:28

Petistas acionam CNJ para investigar manobra de Moro

:: PT na Câmara2 de outubro de 2018

O líder da bancada do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), e os deputados Paulo Teixeira (PT-SP) e Wadih Damous (PT-RJ) protocolaram nesta terça-feira (2), no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), uma representação acusando o juiz Sérgio Moro de criar um factoide com o objetivo de tentar influenciar no resultado das eleições.

Na representação, os parlamentares afirmam que a decisão do juiz em levantar o sigilo da delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci, firmada junto a Polícia Federal e anteriormente descartada pelo Ministério Público pela ausência de provas, configura “claramente uma posição política (parcialidade) e não jurídica, voltando-se contra uma determinada candidatura (Partido dos Trabalhadores), interferindo, ilegitimamente, na regularidade das eleições”.

Os parlamentares solicitam à corregedoria do Conselho Nacional de Justiça que análise as “falhas funcionais, administrativas e disciplinares” de Sérgio Moro ao abrir o sigilo da delação de Palocci “sem observar os postulados da razoabilidade, imparcialidade, proporcionalidade e, principalmente, da legalidade”.

Leia a íntegra da matéria.

Leia também