Pimentel analisa os prejuízos da reforma da Previdência

:: Assessoria do senador José Pimentel26 de janeiro de 2017 12:39

Pimentel analisa os prejuízos da reforma da Previdência

:: Assessoria do senador José Pimentel26 de janeiro de 2017

Os prejuízos que serão causados pela reforma da Previdência Social, encaminhada pelo governo do presidente Michel Temer ao Congresso Nacional, foram apontados pelo senador José Pimentel (PT-CE), na noite de terça-feira (24/1), em Fortaleza. Pimentel participou do programa “Bate Papo” com o vereador da capital cearense, Guilherme Sampaio (PT).

Segundo Pimentel, a mudança nas regras para concessão dos benefícios previdenciários é um grave retrocesso para o estado de bem-estar social e para os direitos sociais dos brasileiros, especialmente dos mais pobres. “A razão de ser de um estado democrático de direito com inclusão social é proteger bem a população. E a Previdência Social protege a vida do cidadão desde o seu nascimento até a morte. Portanto, não podemos permitir a desarticulação da política pública de maior abrangência no Brasil”, afirmou.

Para o senador, que foi ministro da Previdência Social durante o governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a proposta resultará em prejuízos para todos os segurados da previdência, homens e mulheres, do setor público e privado, urbanos e rurais. “Todos perdem com essa reforma. Mas perdem, especialmente, as mulheres, os professores, os trabalhadores rurais e os brasileiros que recebem os benefícios assistenciais”, destacou.

Entre os maiores prejuízos, Pimentel destacou a idade mínima de aposentadoria de 65 anos, o prazo mínimo de contribuição de 25 anos, a desvinculação dos benefícios previdenciários do salário mínimo, além das alterações nas regras da pensão por morte. “O objetivo do governo Temer é reduzir todos os benefícios, prejudicando os mais pobres, para, mais uma vez, beneficiar os mais ricos”, considerou.

Assessoria do senador José Pimentel

Leia também