Pinheiro: cultura tem novo ambiente para crescer e criar mais empregos

:: Da redação13 de setembro de 2012 20:16

Pinheiro: cultura tem novo ambiente para crescer e criar mais empregos

:: Da redação13 de setembro de 2012

“A indústria cultural poderá ser um grande motor da nossa economia. Espero de Marta, ações de promoção cultural, agregando as diversas frentes de cultura do Brasil à nossa diversidade. Não podemos deixar de manter o foco nas nossas riquezas culturais, por meio de políticas de promoção da indústria da cultura, que garantirão mais geração de emprego em renda”, afirmou Pinheiro após participar da cerimônia de posse da nova ministra da Cultura, Marta Suplicy (PT/SP), que aconteceu nesta quinta-feira (13/09), no Palácio do Planalto.

O líder do PT – um dos autores na Câmara e relator da Lei do Audiovisual no Senado – lembrou ainda do destaque dado no discurso da presidenta Dilma Rousseff, para a legislação já em vigor, como uma das provas de que a indústria cultural tem hoje respaldos legais para crescer e em um cenário muito mais favorável. “A aprovação da lei do audiovisual, permite que o Brasil, a partir de agora, tenha de fato um grande fomento nessa área e que crie uma indústria e que crie tanto uma experiência de produtores culturais autônomos e independentes até uma indústria cultural sofisticada. Aliás, um produtor cultural independente pode ser uma grande indústria sofisticada, por isso, nós sabemos que a cultura também é fonte de riqueza econômica”, disse Dilma.

Pinheiro citou ainda como exemplo, a indústria cinematográfica, como a já estruturada nos Estados Unidos, que além de exportar cultura como um dos produtos mais rentáveis do país movimenta bilhões de dólares e vem se afirmando como um dos maiores investimentos da economia global. “Temos riquezas, cultura e condição de aliar as atividades culturais com investimentos rentáveis e consideráveis para a nossa economia, com ações bem direcionadas para investidores com foco em promoções, como em setores do entretenimento e lazer, com especial atenção na nossa indústria cinematográfica”, lembrou.

Mais recursos para a Cultura

Na solenidade de posse, a presidenta Dilma Rousseff afirmou ainda que o Ministério terá à disposição, em 2013, um orçamento de R$ 3 bilhões, valor 65% maior em relação ao orçamento de 2012. “A ministra Marta Suplicy vai receber um orçamento que em 2013 chega a R$ 3 bilhões, aos quais se somam outros R$ 2,2 bilhões que podem ser mobilizados pelas leis de incentivo. Trata-se de aumento de 65% em relação ao orçamento de 2012. Isso é um legado importante que a ministra Ana de Hollanda deixa para a Marta Suplicy”, disse.

PAC das Cidades Históricas

Dilma anunciou ainda investimentos de um bilhão de reais no PAC Cidades Históricas, onde o Estado da Bahia também será contemplado. “Os nossos museus, assegurar que eles estejam abertos para nós e para todos aqueles de outros países que nos visitam. Por isso, também, as nossas cidades históricas, que são museus vivos, têm de ser preservadas, recuperadas e valorizadas, pois guardam em suas ruas e prédios a história de nosso povo. Desde São Luís – não é, presidente Sarney? – que hoje completa 400 anos, passando por Ouro Preto e todas as cidades que nós sabemos, como a Bahia, representam a experiência e a história brasileira. Por isso, nós vamos investir um bilhão de reais no PAC Cidades Históricas, para recuperá-las”, afirmou.

Assessoria de Imprensa do senador Walter Pinheiro

Leia também