Pinheiro quer obras em aeroporto de Feira de Santana

A cidade liga Salvador e o resto do País e o aeroporto é importante para desenvolver o estado.

:: Da redação31 de maio de 2012 20:55

Pinheiro quer obras em aeroporto de Feira de Santana

:: Da redação31 de maio de 2012

Em pronunciamento no Plenário na noite desta quarta-feira (30/05), o senador Walter Pinheiro (PT-BA) fez um apelo à ministra da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, e à Secretaria Nacional de Aviação Civil para que autorizem as obras e o funcionamento do aeroporto de Feira de Santana, na Bahia. O senador explicou que a cidade, segunda maior do estado, é considerada a ponte entre Salvador e o resto do País e precisa de um aeroporto para assegurar o desenvolvimento do estado.

No início do ano, o governo da Bahia abriu concorrência pública para exploração do aeroporto pela iniciativa privada, nos moldes da iniciativa federal para exploração dos aeroportos por meio de concessão, como foi feito com os aeroportos de Guarulhos, Campinas e Brasília.

“Precisamos agora validar esse processo e permitir que a parceria com a iniciativa privada possa consolidar o sonho e o desejo dos habitantes da Bahia, que precisam de um aeroporto”, pediu o senador, lembrando que Campinas, em São Paulo, fica a praticamente a mesma distância da capital paulista e tem um aeroporto de grande movimentação.

Segundo Pinheiro, a região de Feira de Santana reúne mais de dois milhões de habitantes e, para ampliar a capacidade de desenvolvimento da região e do estado como um todo é preciso investir em infraestrutura. Além disso, não há como expandir o aeroporto de Salvador, já sobrecarregado, porque a construção de uma segunda pista no local esbarraria em uma Área de Proteção Ambiental (APA). O aeroporto de Feira de Santana, devido à proximidade, funcionaria também como uma opção para quem precisasse ir a Salvador.

Crédito Rural 
O senador Pinheiro comemorou ainda a criação, nesta quarta-feira (30/05), pelo Conselho Monetário Nacional, de uma linha de crédito de custeio para os produtores rurais enquadrados no Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) afetados pela seca, na Região Nordeste, e pelas enchentes, na Região Norte. Para o senador, esse é um socorro “importantíssimo”.

Com informações da Agência Senado

Leia também