Pressão popular

Humberto: ruas mostram a Bolsonaro acabará como Macri

"Se o governo não começar a trabalhar em favor dos brasileiros, o país explodirá brevemente", alertou o líder do PT no Senado, Humberto Costa
:: Assessoria do senador Humberto Costa14 de agosto de 2019 09:37

Humberto: ruas mostram a Bolsonaro acabará como Macri

:: Assessoria do senador Humberto Costa14 de agosto de 2019

Depois de participar dos protestos nas ruas de Brasília contra o desmonte da educação promovido por Bolsonaro, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), declarou que os grandiosos atos registrados no país inteiro nesta terça-feira (13) são apenas uma pequena mostra do rastilho de pólvora que já corre por todo o Brasil.

“Se o governo não começar a trabalhar em favor dos brasileiros, o país explodirá brevemente. Ou trabalham e mudam essa política de esmagamento de direitos ou, muito em breve, Bolsonaro vai fazer coro com o presidente da Argentina, Mauricio Macri, que, ontem, chorou depois da surra histórica levada nas primárias argentinas”, afirmou.

Para Humberto, a política econômica adotada pela gestão Macri é exatamente a mesma que Bolsonaro está aplicando aqui no Brasil. Segundo o parlamentar, o povo não é bobo: na hora certa, vai responder ao presidente brasileiro assim como os argentinos responderam por lá.

De acordo com o senador, há uma imensa união dos mais diversos setores sociais em protesto contra o governo, que tem levado o país ao abismo, a uma recessão e a um quadro de desemprego que não consegue solucionar.

“E, agora, vem o ministro da Economia, Paulo Guedes, pedir um ou dois anos de trégua a essa gestão inoperante e incompetente, cujo chefe mentiu aos brasileiros com a oferta de soluções que nós dissemos, desde o início, serem totalmente mentirosas. Não terão. Se baixarmos a guarda, daqui a dois anos, não sobrará nada do Brasil”, disparou.

Ele lembrou que o corte de R$ 1 bilhão na educação, anunciado na semana passada, está destruindo as bolsas de pesquisa e a educação básica e inviabilizando as instituições federais de ensino.

Confira a íntegra da matéria

 

Leia também