Produtores de café terão financiamento para custeio e estocagem do grão

Recursos serão repassados para produtores, cooperativas e exportadores pelo Funcafé - R$ 390,8 milhões serão liberados para a cafeicultura.

 

:: Da redação25 de julho de 2012 13:03

Produtores de café terão financiamento para custeio e estocagem do grão

:: Da redação25 de julho de 2012

Cerca de R$ 390,8 milhões foram liberados para o financiamento da cafeicultura. Os recursos serão repassados para produtores, cooperativas e exportadores de café pelo Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Os financiamentos serão para custeio, estocagem, capital de giro para a indústria de torrefação de café e de café solúvel, financiamento para Aquisição do Café (FAC), recuperação de cafezais danificados, composição de dívidas e para operações de mercados futuros.

Dentre as instituições financeiras aptas para o oferecer o financiamento estão o Bradesco, Banco do Brasil, Fibra, Itaú BBA, Votorantim, a Cooperativa Central de Crédito de Minas Gerais (Crediminas), Cooperativa de Crédito em Guaxupé e Região (Agrocredi) e a Cooperativa de Crédito Rural e Pequenos Empresários (Credivar).

Funcafé

O Funcafé foi criado em 1986 e é gerenciado pelo Departamento de Café do Ministério da Agricultura. Os recursos do fundo fomentam os setores público e privado para o desenvolvimento dos segmentos da cadeia agroindustrial do café, geração de renda e de emprego e a inserção social de forma sustentável de todos os envolvidos no processo. São aplicados também na pesquisa, no incentivo à produtividade e na competitividade dos setores produtivos, na qualificação da mão de obra e na publicidade e promoção dos cafés do Brasil nos mercados interno e externo.

O Fundo repassa os recursos de acordo com as regras do Conselho Monetário Nacional (CMN).

Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Leia também