Programa de acesso à água atende 1 milhão de pessoas no Semiárido

:: Da redação28 de agosto de 2013 15:47

Programa de acesso à água atende 1 milhão de pessoas no Semiárido

:: Da redação28 de agosto de 2013

A meta do Governo federal é entregar 750 mil cisternas no Semiárido até 2014.

O Água para Todos já atende cerca de 350 mil famílias

O Ministério da Integração Nacional apresentou, na última semana, o balanço do Programa Água para Todos. Os dados mostram que cerca de 350 mil famílias, o que corresponde a mais de um milhão de pessoas, estão sendo beneficiados com o acesso à água.

O programa é coordenado pelo Ministério da Integração Nacional e leva água ao Semiárido por meio de diferentes tecnologias, como cisternas, sistemas de abastecimento, pequenas barragens, barragens subterrâneas e poços.

“Levando água de qualidade às famílias nordestinas, o ‘Água para Todos’ promove, sobretudo, a permanência dessas pessoas na região, mesmo nos períodos de estiagem mais intensa, como este que enfrentamos atualmente”, afirmou o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho.

Com recursos de cerca de R$ 2,8 bilhões – dos quais R$ 1,1 bilhão já aplicados – a meta do Governo Federal é entregar 750 mil cisternas no Semiárido até 2014. Atualmente, os estados da Bahia e do Ceará são os líderes no quantitativo de cisternas instaladas pelo projeto: mais de 89 mil e 85 mil, respectivamente.

Ainda no âmbito do programa, a implantação de outras tecnologias ultrapassa o número de 385 barragens subterrâneas, 2.500 poços, sete mil sistemas de abastecimento e três mil pequenos barreiros. Para o desenvolvimento das ações, a Integração Nacional conta com a parceria dos estados, do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) e da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

Água para Todos
O Programa Água para Todos é coordenado pelo Ministério da Integração Nacional e conta com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, do Ministério do Meio Ambiente, da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), do Banco do Nordeste (BNB) e da Fundação Banco do Brasil (FBB).

O Decreto n° 7535 de 26 de julho de 2011 institui o programa, que é destinado a promover a universalização do acesso à água para consumo humano em áreas rurais do Semiárido, visando o pleno desenvolvimento humano e à segurança alimentar e nutricional de famílias em situação de vulnerabilidade social. Além disso, o programa levará também água para a produção agrícola e alimentar.

O Água para Todos faz parte das ações do Plano Brasil Sem Miséria e atenderá prioritariamente as famílias cadastradas no Cadastro Único sem acesso à água.

Por meio do Cadastro Único, serão identificados os beneficiários do Programa Água para Todos para fins de implantação dos equipamentos hídricos que serão oferecidos, quais sejam, cisternas (consumo e produção), sistemas simplificados de abastecimento, pequenas barragens e kits de irrigação, conforme as especificidades de cada região.

Ministério da Integração Nacional

Foto: www.soudesergipe.com.br 

Leia também