Nota Oficial

PT condena nova escalada de violência na Síria

Em nota, Rui Falcão e Monica Valente condenam ataques violentos na Síria
:: Agência PT de Notícias7 de abril de 2017 16:52

PT condena nova escalada de violência na Síria

:: Agência PT de Notícias7 de abril de 2017

O Partido dos Trabalhadores condena a mais recente escalada de violência na Síria, iniciada com um ataque de armas químicas no dia 4 de abril, cuja autoria ainda está sob investigação, e o posterior bombardeio de forças governamentais sírias por parte dos EUA. Estes atos vão contra os esforços dispendidos até o momento para se chegar a uma solução política negociada para o conflito no país, que se estende há mais de 5 anos.

A justificativa da “responsabilidade de proteger”, usada pelo Governo estadunidense para realizar seu ataque, é discutível e somente levará a um acirramento do conflito. As palavras da Presidenta Dilma em seu discurso na Abertura da 66a. Assembleia Geral da ONU, em 2011, continuam atuais: “O mundo sofre, hoje, as dolorosas consequências de intervenções que agravaram os conflitos, possibilitando a infiltração do terrorismo onde ele não existia, inaugurando novos ciclos de violência, multiplicando os números de vítimas civis. Muito se fala sobre a responsabilidade de proteger; pouco se fala sobre a responsabilidade ao proteger. São conceitos que precisamos amadurecer juntos. Para isso, a atuação do Conselho de Segurança é essencial, e ela será tão mais acertada quanto mais legítimas forem suas decisões.”

O Brasil tem tradição em defender a resolução pacífica de conflitos internacionais através de soluções negociadas e o debate em organismos multilaterais. Assim como o povo brasileiro, o PT é contra o uso da força bélica e contra o uso de armas químicas e outras formas de destruição em massa. Neste sentido, apelamos às partes envolvidas e à comunidade internacional pela defesa e fortalecimento do diálogo. Fazemos nossas as palavras do ex-Presidente Lula: “O mundo não está precisando de bombardeio; o mundo está precisando de paz. O mundo está precisando de dirigentes que conversem, que dialoguem. Se tem um problema, convoque uma reunião extraordinária na ONU e faça com que o Conselho de Segurança decida o que vai acontecer.”

Pela paz mundial!

Rui Falcão
Presidente Nacional

Monica Valente
Secretária de Relações Internacionais

Leia também