Agressão política

PT cobra providências sobre violência contra Doratiotto

Presidente do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores de Atibaia, foi covardemente agredido pela PM
:: Agência PT de Notícias4 de março de 2019 22:01

PT cobra providências sobre violência contra Doratiotto

:: Agência PT de Notícias4 de março de 2019

No último domingo (3), o presidente do diretório municipal do Partido dos Trabalhadores de Atibaia (SP), Geovani Doratiotto, foi covardemente agredido, tendo seu braço quebrado pela Polícia Militar do Estado de São Paulo dentro de uma delegacia após já estar completamente imobilizado.

Neste momento, além do apoio à Geovani e o desejo que a recuperação se dê da melhor formal possível, cabe ao Partido dos Trabalhadores expressar todo o seu repúdio a qualquer forma de violência policial, entendendo ser um direito básico do cidadão o tratamento com respeito e dignidade, sem que seus corpos e suas vidas sejam postos em risco pelo próprio Estado. As forças de segurança possuem como função servir e proteger, não agredir injustificadamente.

Além disso, o Partido dos Trabalhadores, por meio de sua assessoria jurídica já encaminhou pedido formal de providências ao Governador João Dória, e noticiou o crime de lesão corporal grave ao Ministério Público do Estado de São Paulo para que tomem as devidas providências contra os agressores.

E, por reconhecer que o problema da violência policial é estruturante em nosso país, o Ministério Público Federal também foi cientificado deste episódio, por meio de notificação encaminhada à Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão, para que também adote as medidas que entenda cabíveis.

Brasília, 04 de março de 2019.

Gleisi Helena Hoffmann
Presidenta Nacional do Partido dos Trabalhadores

Luiz Marinho
Presidente do Diretório do Partido dos Trabalhadores de São Paulo

Leia também