Afirmação popular

Partido dos Trabalhadores segue firme e forte, mostraram as urnas

Lindbergh denuncia que atacar a aposentadoria dos trabalhadores é prioridade do novo governo
:: Fernando Rosa29 de outubro de 2018 16:20

Partido dos Trabalhadores segue firme e forte, mostraram as urnas

:: Fernando Rosa29 de outubro de 2018

“Disseram que o PT estava acabado. O povo mostrou, nas urnas, que o PT segue firme e forte. Fizemos a maior bancada da Câmara, somos o partido com o maior número de governadores e Haddad ganhou em 11 estados”. O balanço é do senador Humberto Costa (PT-PE), líder da Oposição no Senado Federal, em sua conta de twitter.

No segundo turno, Haddad somou 47,04 milhões de votos, ou seja, 16 milhões a mais do que no primeiro turno. No segundo turno, Haddad foi vitorioso em 2.810 cidades, enquanto Bolsonaro ganhou em 2.760. “Parabéns, Fernando Haddad! Fizemos uma campanha linda. Você é gigante!”, comemorou o líder da Bancada do PT no Senado Federal, Lindbergh Farias (PT-RJ).

“Temos uma longa trajetória e reconhecemos a cidadania, não vamos deixar esse país para trás. Vamos colocar nosso ponto de vista em tudo. Vamos reconectando com as bases, com os pobres desses país”, afirmou Haddad após a divulgação do resultado final. “Uma parte expressiva do povo brasileiro precisa ser respeitada nesse momento”, disse Haddad.

O candidato do PT encerrou o segundo turno das eleições com 69,7% dos votos no Nordeste, um total de 20,3 milhões contra 8,8 milhões do adversário. Em Recife e Aracaju, Haddad derrotou Bolsonaro, que havia sido vitorioso no primeiro turno.  Também no segundo turno, Fernando Haddad venceu em todos os 184 municípios do estado do Ceará.

“É indiscutivelmente o partido mais querido do Brasil. Vencer ou não vencer uma eleição, não significa começo ou fim de nada. É apenas um momento de transformação, e veremos que a bancada petista continuará a fazer a diferença na política brasileira”, disse Rogério Carvalho, novo senador petista eleito por Sergipe.

“Faremos uma dura oposição a esse governo de Bolsonaro”, anunciou Humberto, reeleito para novo mandato de oito anos. Em seu perfil de Facebook, o líder da Bancada do PT no Senado, Lindbergh Farias (PT-RJ), denunciou que “a prioridade do governo recém-eleito será retirar a aposentadoria dos trabalhadores”.

Leia também