Equador

Rafael Correa denuncia perseguição após prisão decretada

Pedido foi feito após Correa não se apresentar na Corte em Quito
:: Brasil de Fato4 de julho de 2018 09:51

Rafael Correa denuncia perseguição após prisão decretada

:: Brasil de Fato4 de julho de 2018

O ex-presidente do Equador Rafael Correa recebeu uma ordem de prisão preventiva, nessa terça-feira (3), emitida pela juíza de Garantias Penais da Corte Nacional de Justiça Daniella Camacho, que acionou a Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal) para capturá-lo e extraditá-lo.

Correa é acusado de ser o mentor intelectual da tentativa de sequestro do ex-deputado Fernando Balda, em 2012, na Colômbia, onde o ex-parlamentar se encontrava, foragido da Justiça equatoriana. Correa nega as acusações.

Nas redes sociais, Correa denunciou que o processo é uma “farsa que não durará muito tempo”. “Tentarão nos humilhar e nos fazer passar vergonha, mas uma monstruosidade como essa jamais prosperará em um Estado de Direito como a Bélgica”, acrescentou.

Confira a íntegra da matéria

 

Leia também