Retirada de direitos

Reforma trabalhista: uma promessa não cumprida

O desemprego passou de 12% para 13% um ano após a aprovação da reforma trabalhista
:: Brasil de Fato18 de julho de 2018 11:14

Reforma trabalhista: uma promessa não cumprida

:: Brasil de Fato18 de julho de 2018

No último dia 11 de julho completou-se um ano da aprovação da Reforma Trabalhista no Congresso Nacional. Diversas foram às promessas feitas ao povo brasileiro para convencê-lo não somente sobre a necessidade da reforma trabalhista, quanto para bradar promessas de melhorias futuras. O ministro da Fazenda na época, Henrique Meirelles, chegou a dizer que a Reforma Trabalhista iria gerar seis milhões de empregos.

Do ponto de vista da criação de novos empregos a situação é alarmante. Em primeiro lugar porque não existe correlação estatística alguma entre modificações na legislação trabalhista e a geração de empregos.

As únicas ocupações que crescem o saldo líquido de emprego são o Trabalho Doméstico e o Trabalho por conta própria. Após um ano de reforma trabalhista o número de trabalhadores por conta própria cresceu 23% e contam com um rendimento médio 33% menor do que os ocupados nessa categoria anteriormente a aprovação da reforma.

Confira a íntegra da matéria

 

Leia também