Campanha da Fraternidade

Regina Sousa denuncia violências invisíveis e mortais

Não se deve falar em violência “no singular”, uma vez que existem vários tipos de violação “quase invisíveis”, destaca Regina
:: Assessoria da senadora Regina Sousa8 de Maio de 2018 10:56

Regina Sousa denuncia violências invisíveis e mortais

:: Assessoria da senadora Regina Sousa8 de Maio de 2018

Durante sessão solene realizada na última segunda-feira (7) para homenagear a Campanha da Fraternidade 2018, que teve como tema a superação da violência, a senadora Regina Sousa (PT-PI) disse não ser possível se falar em violência “no singular”, uma vez que existem vários tipos de violação “quase invisíveis”, inclusive promovidas por governos, “que exterminam a juventude negra, persegue e mata indígenas, ambientalistas e camponeses e não quer enxergar as 300 mil pessoas que vivem em situação de rua no Brasil”, apontou.

A senadora também lamentou o fato de o Estado não conseguir proteger nem mesmo seus próprios policiais, já que “todo dia morrem agentes da lei assassinados pelas milícias, pelo tráfico e por outras mãos criminosas”.

Confira a íntegra da matéria

 

 

Leia também