Senador José Sarney se solidariza com povo acreano

Senador Jorge Viana é parabenizado por sua atuação em socorro da população afetada pelas chuvas.

:: Da redação28 de fevereiro de 2012 22:02

Senador José Sarney se solidariza com povo acreano

:: Da redação28 de fevereiro de 2012

As medidas que estão sendo tomadas para reverter a situação de calamidade que se estabeleceu no Acre em razão do excesso de chuvas foram destacadas por Jorge Viana (PT-AC), nesta terça-feira (28/02), no discurso que fez na tribuna do Senado. O senador informou que levou, pessoalmente, ao Ministério da Integração Nacional uma relação de medidas que podem ser tomadas com a finalidade de socorrer as vítimas do que ele chamou de “o maior desastre natural da história do Acre”.

Segundo Viana, a situação só não está pior graças ao empenho do governado do Estado, Tião Viana, e dos prefeitos das cidades mais afetadas. “O caos não se estabeleceu no Acre, mas a decretação de calamidade pública com responsabilidade retrata bem o drama que o povo acriano, na parte do vale do Acre, vive hoje”, afirmou.

O trabalho do petista de tentar solucionar o problema das 102 mil pessoas atingidas pela grande cheia chamou a atenção do presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP). Em aparte, Sarney disse que “congratulava” a intervenção de Viana em defesa do povo do Estado do Acre e se solidarizava com a população do estado que está enfrentando essa “tragédia”.

Ele ainda lembrou que, quando era Presidente da República, houve uma enchente no Acre que também exigiu medidas de socorro. “Tivemos oportunidade de mandar socorrer o povo daquela terra com a construção de muitas casas, a infraestrutura para restaurar, e, ao mesmo tempo, abrindo crédito especial de modo a socorrer a população daquela unidade da Federação. Acredito que a Presidente Dilma, com o mesmo espírito de solidariedade vai, sem dúvida alguma, atender às solicitações da bancada e do povo da sua terra”, avaliou.

Leia a íntegra do pronunciamento de Jorge Viana e dos apartes de outros senadores.

Leia também