Lute como uma mulher

Senadoras oposicionistas ocupam a Mesa do Senado

Gleisi, Fátima, Regina, Lídice e Vanessa abriram a sessão na hora marcada e pretendiam garantir o debate sobre a reforma trabalhista antes da votação da matéria
:: Cyntia Campos11 de julho de 2017 12:45

Senadoras oposicionistas ocupam a Mesa do Senado

:: Cyntia Campos11 de julho de 2017

As senadoras Gleisi Hoffmann (PT-PR), Fátima Bezerra (PT-RN), Regina Sousa (PT-PI), Lídice da Mata (PSB-BA) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) estão neste instante ocupando a Mesa do Senado para impedir a votação da reforma trabalhista, pautada para a manhã desta terça-feira. Por ordem do presidente da Casa, Eunício de oliveira (PMDB-CE) o plenário está às escuras, o som foi cortado e a segurança recebeu ordem para evacuar todos os assessores que acompanhavam a sessão.

As senadoras oposicionistas foram as primeiras a chegar ao plenário na manhã desta terça-feira e foram as responsáveis pela abertura da sessão, pontualmente às 11 horas, como estava agendado. Exercendo a presidência da sessão, elas pretendiam viabilizar o debate sobre os pontos mais deletérios do texto antes da votação. Tudo corria dentro da normalidade até a chegada do presidente da Casa, Eunício de Oliveira, por volta das 12 horas. Ele exigiu a retirada das senadoras da Mesa. Diante da recusa, o peemedebista declarou encerrada a sessão, mandou desligar o som e apagar as luzes do plenário.

A TV Senado cortou a transmissão das imagens do plenário, mas você pode acompanhar ao vivo a resistência das senadoras pelo Facebook do PT no Senado:

Leia também