Senadores vão debater situação financeira da CELPA

Para Delcídio, entre os problemas da empresa estão as sucessivas falhas na prestação de serviços.

:: Da redação15 de março de 2012 18:29

Senadores vão debater situação financeira da CELPA

:: Da redação15 de março de 2012

Por iniciativa do senador Delcídio Amaral (PT-MS), a Comissão de Infraestrutura (CI) promoverá uma audiência pública para analisar a situação financeira da Centrais Elétricas do Pará  (CELPA), pertencente ao Grupo Rede. Recentemente, a Agência Nacional de Energia Elétrica determinou a abertura de processo administrativo de falência da empresa . Notícias veiculadas na imprensa dão conta de que a Eletrobrás assumiria a empresa. “Acho importante fazer um debate sobre esse assunto especialmente para olhar se a situação da CELPA é um caso isolado ou não”, disse Delcídio.

Segundo o senador, a preocupação com a CELPA decorre pelo fato de que o Grupo Rede controla empresas em outros estados, como a Enersul no Mato Grosso do Sul. O objetivo é saber se o problema pode refletir na operação de outras empresas do Grupo. “Temos que discutir também a questão tarifária e, ao mesmo tempo, perguntar para a Eletrobras, que detém 34% da empresa, como ela deixou que isso acontecesse. Hoje quem não tem energia não tem futuro”, enfatizou.

Para Delcídio, os problemas enfrentados pela CELPA não devem ser apenas de administração e gestão, pela especificidade da operação e até pelo perfil do estado do Pará, onde o índice de perda de energia é muito elevado. “Acho que a mudança tem que ser profunda, não apenas promover a troca de acionistas”, afirmou.

A CELPA, de acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), atende 1,7 milhão de unidades consumidoras no Pará, mas desde 2004 tem apresentado sucessivas falhas na prestação de serviços, sem contar que os investimentos realizados foram de apenas 27,4% do previsto inicialmente pela empresa.

Participarão da audiência o presidente da Eletrobras, José da Costa Carvalho Neto; Nelson Hubner, diretor-geral da Aneel; Jorge Queiroz de Moraes Junior, presidente do Conselho de Administração do Grupo Rede e Ronaldo Romeiro, do Sindicato dos Urbanitários do estado do Pará.

Eificência Energética

Com apoio dos senadores da bancada petista que integram a Comissão de Infraestrutura, foi aprovado um projeto determinando que os recursos destinados a programas de eficiência energética pelas empresas – geração e distribuição – sejam aplicados prioritariamente em iniciativas da indústria nacional. O projeto (PLS nº 430/2011) é de autoria da senadora Ana Amélia (PP-RS) e foi relatado pelo senador Francisco Dornelles (PP-RJ). 

Marcello Antunes 

Leia também