Eleição com Lula

“Só a voz do povo muda o Brasil”, afirma Paulo Rocha

Paulo Rocha, que é pré-candidato ao governo do Pará, disse que é preciso garantir a candidatura de Lula para que o pleito tenha legitimidade
:: Da redação14 de junho de 2018 14:46

“Só a voz do povo muda o Brasil”, afirma Paulo Rocha

:: Da redação14 de junho de 2018

“Para mudar o Brasil o momento é agora”, afirmou o Senador Paulo Rocha (PT/PA) ao defender a candidatura do ex-presidente Lula para as eleições de outubro. Para ele, somente com eleições livres e diretas, “em que a voz do povo será manifestada pelo voto nas urnas”, poderá devolver a soberania ao país e garantir a volta da democracia,

“E não há outro que represente o desejo da maioria do povo se não o presidente Lula”, sentenciou o parlamentar petista, argumentando que ele se mantem à frente de todas as pesquisas eleitorais neste momento e é o candidato com maior aprovação popular.

Paulo Rocha, que é pré-candidato ao governo do Pará, falou em plenário, nesta quinta-feira, 14, dizendo que é preciso garantir a candidatura de Lula para que o pleito tenha legitimidade e acusou as elites e parcela do judiciário que vêm criando empecílios para que isso aconteça.

Para ele, Lula sofre perseguição judicial sem paralelo na história do Brasil, comparando a situação do ex-presidente à trajetória do líder africano Nelson Mandela, na África do Sul. “ O presidente está preso, mas é inocente” afirmou ele, explicando que por mais de três anos, o líder petista é objeto de uma investigação “politicamente partidarizada”, sem evidências e sem provas de culpa, mostrando que o julgamento é uma grande preocupação para a população e a comunidade internacional, criando uma insegurança jurídica, mas que o PT poderá sim lançar a candidatura

O parlamentar esclareceu que o Partido dos Trabalhadores poderá inscrever a candidatura, mesmo que subjúdice, pois a lei lhe faculta o direito de disputar ficando a validade dos votos condicionada a instância superior. “O próprio TSE, informou que no último pleito 145 prefeitos ganharam as eleições com o registro indeferido. O exemplo de Lula estaria longe de ser inédito”, concluiu, argumentando que há vários casos de prefeitos eleitos enquanto estavam presos – inclusive, com autorização para participar de atos de campanha, como a gravação do horário eleitoral gratuito.

“Afirmamos que o presidente Lula participará da campanha eleitoral de 2018”, garantiu o parlamentar, esclarecendo que o partido poderá utilizar todos os recursos necessários para mantê-lo na disputa. Lula lidera, com folga, todas as pesquisas de intenções de votos já divulgadas e deverá vencer as eleições em primeiro turno, garantiu Paulo Rocha.

Leia também