Suplicy destaca importância dos trabalhadores Sem Terra

Senador acompanha atividades do VI Congresso Nacional do Movimento dos Trabalhadores sem Terra

:: Da redação13 de fevereiro de 2014 18:51

Suplicy destaca importância dos trabalhadores Sem Terra

:: Da redação13 de fevereiro de 2014

“É importante que eles
reivindiquem a realização
mais rápida da reforma
agrária, dos assentamentos,
e  das oportunidades de
educação” (Agência Senado)

O senador Eduardo Suplicy destacou a importância do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra na organização da luta pela reforma agrária e pela melhoria das condições de vida do povo do campo. Em pronunciamento ao plenário, nesta quinta-feira (13), ele saudou a realização do VI Congresso Nacional do MST, que está sendo realizado em Brasília, com a participação de 15 mil militantes, representando 24 estados.

O senador está acompanhando as atividades do Congresso do MST e, na manhã desta quinta-feira, falou aos Sem Terra sobre a relevância das reivindicações do movimento. “Disse a eles como é  importante que eles reivindiquem a realização mais rápida da reforma agrária, dos assentamentos, com a devida assistência técnica creditícia, e oportunidades de educação para todos aqueles que lutam para que trabalhadores rurais possam estar, efetivamente, com dignidade, trabalhando na terra”, relatou Suplicy em sua fala ao plenário.

Atualmente há mais de 100 mil famílias de trabalhadores rurais acampadas, aguardando assentamento em lotes da reforma agrária. Suplicy manifestou solidariedade com a justeza das reivindicações dos Sem Terra e leu em plenário trechos da carta enviada pelo movimento à presidenta Dilma Rousseff. “Tenho a certeza de que, tendo a presidenta Dilma Rousseff recebido a coordenação do MST, certamente, houve e haverá um avanço na forma como o Governo irá corresponder às reivindicações desses trabalhadores”, afirmou Suplicy sobre a reunião da presidenta, na manhã desta quinta feira, com 15 representantes do movimento, recebidos por ela no Palácio do Planalto.

Suplicy  também destacou o alerta que fez aos militantes de que essas reivindicações sejam conquistadas segundo os preceitos de Gandhi e de Martin Luther King, que libertaram seus povos sem fazer uso da violência. Ele lamentou o confronto ocorrido na tarde desta quarta-feira (12) entre a Polícia Militar de Brasília e integrantes do MST, que resultou em 20 pessoas feridas sem gravidade.

“A intenção deles era realizar uma manifestação pacífica. Ressaltei aos membros do MST o quão importante é que eles caracterizem as suas ações procurando evitar confrontar a força física, porque assim irão conseguir o respeito e o apoio da grande maioria da população brasileira”, afirmou o senador.

Cyntia Campos

Leia mais:

Wellington amplia diálogo com movimentos sociais e recebe o MST

Paim recebe sugestões da juventude do campo

Reforma Agrária: indústrias beneficiarão a produção de 200 cooperativas


Leia também