Suplicy: Educação para formar cidadãos conscientes

Para senador, ampliação do serviço de saúde e transporte digno são incentivos à participação na política.

:: Da redação20 de setembro de 2011 19:22

Suplicy: Educação para formar cidadãos conscientes

:: Da redação20 de setembro de 2011

Eduardo Suplicy é o segundo pré-candidato à prefeitura de São Paulo entrevistado pelo Portal Linha Direta. Fundador do PT na década de 80, o senador conhece diferentes aspectos da cidade e destaca a necessidade de ampliação do sistema de transporte coletivo sem deixar de lado a atenção às questões ambientais. Na educação, “a expansão do sistema de ensino é ponto de partida para a elevação da civilidade e Justiça em São Paulo”, aponta.

Suplicy foi eleito deputado estadual , em 1978, pela primeira vez no extinto MDB. Nos anos 80, participou ativamente da fundação do Partido dos Trabalhadores, quando foi escolhido deputado federal, vereador e presidente da Câmara Municipal. Por três vezes foi eleito senador, nos anos de 1990, 1998 e em 2006 – essa última como 51,3% dos votos na Capital.

“O transporte público precisa sem combinado com o meio ambiente”, afirma Suplicy. De acordo com ele, a expansão do transporte coletivo de massas, como o Metrô, precisa ser ampliado em um sistema de cooperação estadual e da União, bem como os corredores de ônibus. Além da racionalização da circulação de carros particulares e caminhões. “Outro aspecto prioritário são os pedestres e ciclistas, além da atenção e respeito aos motociclistas”.

Na opinião do senador, a construção de Centros de Educação Unificados (CEUs), o acesso aos Centros de Educação Infantil (CEIs) e investimentos na formação técnica e profissional e centros universitários são fundamentais para elevar o grau de civilidade e a Justiça na cidade. Na saúde, Suplicy aponta para a necessidade de “uma parceria de responsabilidade do governo municipal, em conjunto com o Estado e a União, para ter a certeza que as pessoas, em qualquer lugar de nossa metrópole, sejam atendidas sem filas, com atenção e respeito”.

Por Aline Nascimento – Portal Linha Direta

Leia também