#QueroAposentar

Temer mente ao atacar aposentadoria dos brasileiros

Benefícios pagos aos segurados já são baixos, trabalhador sofre para viver de aposentadoria. Quem deve ser cobrado são os grandes devedores do sistema
:: Da redação7 de Fevereiro de 2018 09:25

Temer mente ao atacar aposentadoria dos brasileiros

:: Da redação7 de Fevereiro de 2018

Michel Temer tem feito um périplo por programas de auditório de TV para convencer a todos de que a Reforma da Previdência, que retira uma série de direitos dos trabalhadores que recebem aposentadoria, é absolutamente necessária para que o sistema previdenciário não entre em colapso nos próximos anos.

Também tem gasto bilhões de reais em emendas parlamentares, para “convencer” os congressistas da sua base a votar em favor da sua reforma.

Mas o governo não tem atacado os verdadeiros responsáveis pelo suposto déficit que se gerou na Previdência: a sonegação maciça por parte de grandes empresários e bancos e os desvios de verbas previdenciárias para arcar com outros gastos do governo.

A Desvinculação das Receitas da União (DRU) retirou da Previdência, entre 2000 e 2015, o valor de R$ 614,9 bilhões. Atualizado pela taxa Selic, este valor seria hoje R$ 1,45 trilhão.

E o que fez o governo Temer, preocupado como se diz em reduzir o déficit previdenciário? Passou o percentual de retirada do orçamento da Seguridade Social via DRU de 20% para 30%.

Não é a aposentadoria paga ao trabalhador a responsável pelo tão propalado rombo na Previdência, nem é mexendo com os benefícios do trabalhador que vai se resolver qualquer questão.

Confira a íntegra da matéria

 

Leia também