Reforma trabalhista

Temer piora ainda mais a lei da reforma trabalhista

O acesso à aposentadoria vai se tornar mais difícil para os trabalhadores contratados sob o regime de contrato intermitente
:: PT na Câmara17 de novembro de 2017 11:41

Temer piora ainda mais a lei da reforma trabalhista

:: PT na Câmara17 de novembro de 2017

O Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) divulgou estudo apontando que a Medida Provisória (MP 808/17) editada pelo governo Temer, na última terça-feira (14), para alterar pontos da Lei 13.467/17, que trata da reforma trabalhista, pode ampliar a retirada de direitos dos trabalhadores brasileiros.

Segundo a análise, a medida vai dificultar o acesso dos trabalhadores ao seguro-desemprego e à aposentadoria, além facilitar as regras para o trabalho em local insalubre e de redução no valor da indenização por dano moral.

A presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), disse que a MP da reforma trabalhista do Temer aumenta a exclusão e exploração dos trabalhadores e trabalhadoras.

“O trabalho intermitente, vedete da reforma, torna-se suplício total. Quem ganhar menos que salário mínimo terá de complementar por conta o INSS para se aposentar. É castigo”, destacou.

Confira a íntegra da matéria

Leia também