Perseguição política

Transferência é desespero de Moro, denuncia Humberto

"Ele [Moro], com vários procuradores, se vendo colocado no canto da parede pelos atos que praticou estaria, agora, retaliando", esclarece Humberto
:: Da redação7 de agosto de 2019 15:22

Transferência é desespero de Moro, denuncia Humberto

:: Da redação7 de agosto de 2019

A bancada do PT no Senado reagiu com indignação à decisão da juíza federal Carolina Lebbos que determinou a transferência de Lula da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba para “alguma unidade prisional em São Paulo” – já identificado como o presídio de Tremembé.  A defesa de Lula já pediu a suspensão de decisão junto ao Supremo Tribunal Federal (STF). Lebbos é substituta do ex-juiz Moro.

“A nossa preocupação se dá porque esse é um presídio que não guarda as condições necessárias para o recebimento em segurança de alguém com a biografia, com a representatividade e, acima de tudo, com a condição de ser ex-presidente da República”. O presídio de Tremembé já foi objeto de rebeliões, lembra Humberto Costa (PE), líder da bancada do PT no Senado, inclusive com a tomada de reféns, com enfrentamentos policiais.

“Eu ouso acreditar que se trata de uma retaliação por parte do Ministro da Justiça, Sergio Moro, hoje tão enrolado com as denúncias que lhe são feitas em razão do cometimento dos mais diversos crimes nos bastidores da Operação Lava Jato”, denunciou Humberto Costa. “Ele, com vários procuradores, se vendo colocado no canto da parede pelos atos que praticou estaria, agora, retaliando”, esclarece Humberto.

Parlamentares da Esquerda, Centro e Centro-direita estão no STF para defender Lula de outra injustiça. @LulaOficial deveria estar L I V R E, isso que estão fazendo é crime. #DefendamLulaUrgente

Parlamentares da Esquerda, Centro e Centro-direita estão no STF para defender Lula de outra injustiça. @LulaOficial deveria estar L I V R E, isso que estão fazendo é crime. #DefendamLulaUrgente

Publicado por Humberto Costa em Quarta-feira, 7 de agosto de 2019

 

“Eu não vi, nenhuma vez na história do Brasil, algo semelhante a isso, principalmente no período da democracia”, disse o senador Paulo Paim (PT-RS). “É tão grave a situação que os Poderes constituídos vão ter de se manifestar quanto a isso, o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal”, alertou.

Para o senador Rogério Carvalho (PT-SE), vice-líder da bancada, a medida divulgada pela juíza Carolina Lebbos é mais um ato de perseguição ao presidente Lula, entre tantos já cometidos. “Apesar de todas as revelações dos abusos cometidos pela Lava Jato, continuam praticando atrocidades contra o prisioneiro político Luiz Inácio Lula da Silva”, disse o senador em sua conta no Twitter.

Rodrigo Maia solidário
“De fato não é uma decisão simples. É uma decisão extemporânea. Então, aquilo que a Presidência da Câmara puder acompanhar junto com a bancada do PT, nós estamos à disposição para que o direito do ex-presidente seja garantido”, disse o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), durante a sessão de votação dos destaques da reforma da Previdência, nesta quarta-feira (7).

O presidente Rodrigo Maia também participou da articulação da audiência com o STF e indicou o primeiro vice-presidente da Casa, deputado Marcos Pereira (PRB-SP), para acompanhar a bancada petista junto à instituição.

Usei a tribuna do @senadofederal para denunciar que a transferência do ex-presidente da República @lulaoficial para um presídio comum é inaceitável! A perseguição que estão fazendo precisa ter limite! #defendamlulaurgente

Publicado por Rogério Carvalho em Quarta-feira, 7 de agosto de 2019

Leia também