Justiça popular

Transposição reafirma luta de Lula pelo Brasil

"Dilma e eu, nós temos orgulho de dizer: somos pai, mãe, irmão, primo, tio e sobrinho da Transposição das águas do São Francisco”, disse Lula
:: Fernando Rosa19 de março de 2017 18:49

Transposição reafirma luta de Lula pelo Brasil

:: Fernando Rosa19 de março de 2017

“Eles que peçam para eu não ser candidato, porque, se for, é pra ganhar”, avisou Lula no ato de inauguração popular da Transposição do São Francisco, em Monteiro na Paraíba, neste domingo, 19. Diante de um público estimado em 100 mil pessoas, Lula reafirmou sua autoridade sobre a histórica obra, adiada desde Dom Pedro II, que só saiu do papel em seu governo, em 2003. Ao falar, antes de Lula, Dilma ironizou a afirmação do governo Temer de que eles teriam concluído a obra em “apenas” seis meses.

“Tenho muito orgulho de ter tido a coragem de iniciar esse projeto. Se eles têm vergonha, nós não temos”, disse Lula. “Dilma e eu, nós temos orgulho de dizer: somos pai, mãe, irmão, primo, tio e sobrinho da Transposição das águas do São Francisco”, afirmou. “Agora é preciso levar para a água adutora, tratar a água e levar para a torneira”, disse ele, lembrando o compromisso do projeto em irrigar terras para produção em 290 comunidades.

Veja a galeria de fotos

Lula também advertiu aos que querem prejudicá-lo, apontando para as sucessivas acusações sem provas da Operação Lava Jato. “Se querem me prejudicar, pelo amor de Deus, criem vergonha, não prejudiquem 240 milhões de pessoas”, disse ele. “O povo não merece a safadeza de que está sendo vítima”, citando a reforma da Previdência, como um dos ataques. “Vamos nos encontrar em uma eleição direta. É logo ali. No tapetão não”, sinalizou Dilma.

Em nome das senadoras e senadores, o senador Humberto Costa (PE), líder da Oposição no Senado, reafirmou as críticas à tentativa do governo golpista de fazer graça com o chapéu alheio. “Eles diziam que era uma obra faraônica, mas vieram aqui com esse presidente sem voto, com deputados que eram contra a Transposição”, denunciou. Participaram do evento, nesta tarde, as senadoras petistas Gleisi Hoffmann (PR), Fátima Bezerra (RN) e Regina Sousa (PI) e os senadores José Pimentel (CE), Lindbergh Farias (RJ) e Paulo Rocha (PA), além de deputados federais e estaduais.

Também presente no evento, organizado por um comitê de entidades populares e sindicais, o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), destacou o papel histórico de Lula para transformar a transposição em realidade. Em agradecimento, durante o ato público, Lula e Dilma receberam a Medalha Epitácio Pessoa, honraria da Assembleia Legislativa do estado. A proposta dos deputados estaduais Frei Anastácio (PT) e Estela Bezerra (PSB) foi aprovada por 26 votos a zero e cinco abstenções.

A solenidade na íntegra

Reprodução autorizada mediante citação do site PT no Senado

Leia também