UFC vai investir R$ 8,8 mi em infraestrutura e tecnologia

O dinheiro virá da Agência da Inovação, que também deve confirmar R$ 2,9 milhões para a UECE.

:: Assessoria do senador José Pimentel6 de dezembro de 2013 15:11

UFC vai investir R$ 8,8 mi em infraestrutura e tecnologia

:: Assessoria do senador José Pimentel6 de dezembro de 2013

A Agência Brasileira da Inovação (Finep), ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), vai financiar R$ 8,8 milhões para a Universidade Federal do Ceará (UFC). A decisão foi publicada no dia 21 de novembro.

Já a Universidade Estadual do Ceará (UECE) foi pré-selecionada para receber R$ 2,9 milhões. O resultado final do financiamento à UECE sairá no dia 20 de dezembro. Os recursos para as duas universidades serão aplicados em infraestrutura, tecnologia e inovação.

O senador defendeu os projetos junto à Finep e
a necessidade de financiamento

O senador José Pimentel (PT-CE), líder do Governo no Congresso, defendeu os projetos junto à Finep e a necessidade de financiamento. Para o senador, o investimento em educação e na infraestrutura de pesquisa tem como retorno o desenvolvimento do país e a melhoria da qualidade de vida da população.

O professor Alexandre Holanda Sampaio, do Departamento de Engenharia de Pesca da UFC, foi um dos coordenadores do grupo de trabalho que propôs o financiamento junto à Finep. “O orçamento da universidade é muito limitado, por isso, o financiamento é imprescindível”, explicou o professor. Sem ele, não seria possível construir prédios, comprar equipamentos e investir em pesquisa e desenvolvimento científico e tecnológico.

Quase a metade dos recursos para a Universidade Federal do Ceará – R$ 4,17 milhões – serão empregados na construção de um edifício para o Instituto de Biomedicina.

O restante do dinheiro será investido na compra de equipamentos para quatro unidades:

– R$ 755,6 mil para a pesquisa sobre as aplicações biotecnológicas de moléculas da fauna e da flora (terrestre e marinha) do Ceará. O objetivo dessa pesquisa é testar o potencial dessas moléculas no tratamento de doenças.

– R$ 997 mil para os programas de pós-graduação do Centro de Ciências Agrárias;

– R$ 1,4 milhão para o Laboratório de Cristalografia Estrutural, que estuda a estrutura tridimensional da molécula para futura aplicação no tratamento de doenças;

– R$ 1,48 milhão para um laboratório na área das engenharias que investiga as características dos materiais e seus usos potenciais.

A Universidade Estadual do Ceará vai usar os R$ 2,9 milhões do financiamento na construção de um prédio para o Núcleo de Computação Científica e Aplicada. O novo ambiente vai permitir o desenvolvimento de pesquisas de pós-graduação e a cooperação entre pesquisadores de várias áreas.

O projeto prevê a implantação de 19 laboratórios no novo edifício: onze já existentes e oito que serão criados. A maioria deles será usada em pesquisas na área de computação. Mas também haverá laboratórios para pesquisas em outras áreas, como Educação a Distância, Gestão Industrial, Fisiologia e políticas de saúde.

Além dos laboratórios, o novo prédio terá duas salas de videoconferência, que vão permitir a interação com centros de pesquisa e desenvolvimento profissional de outros estados e até do exterior.

O edifício terá, ainda, um espaço para o Núcleo de Projetos em Tecnologia da informação. Esse núcleo, já credenciado junto ao MCTI, incentiva e apoia projetos inovadores voltados ao desenvolvimento tecnológico e à consolidação de mercados de empresas de vários setores, especialmente o de telecomunicações, eletrônica, otimização, geotecnologia e informática.

Assessoria de Imprensa do senador José Pimentel

Leia também