Viana elogia plano de prevenção a desastres naturais

:: Da redação9 de agosto de 2012 19:29

Viana elogia plano de prevenção a desastres naturais

:: Da redação9 de agosto de 2012

Em discurso realizado nesta quinta-feira (09/08), o senador Jorge Viana (PT-AC) destacou o Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais, lançado pelo Governo Federal na última quarta-feira em cerimônia no Palácio do Planalto.

O senador lembrou como presidiu de comissão especial que tratou das questões dos desastres naturais e da Defesa Civil. Viana ressaltou que, durante os trabalhos do colegiado, o Governo foi cobrado e o País alertado sobre a necessidade de investir mais nos serviços de prevenção.

“Não posso deixar de cumprimentar a presidenta Dilma, que fez um esforço para priorizar um tema que eu e outros colegas colocamos na ordem do dia do Senado”, disse, lembrando que, no início da legislatura, o Rio de Janeiro passava por um grave problema decorrente de um desastre natural.

Jorge Viana relatou que o Acre recentemente sofreu com as cheias e que o próprio Acre e outras regiões do Brasil passavam por problemas decorrentes da seca. Segundo ele, a população ainda sofre com a falta de estrutura do País em enfrentar as consequências de desastres naturais.

“Para cada real que se deixa de gastar em prevenção, é preciso gastar sete nas ações de reconstrução. É muito caro não prevenir!”, alertou.

O senador destacou o esforço do Executivo, que destinará R$ 18 bilhões para fazer frente aos desastres naturais, dos quais R$ 15 bilhões serão destinados, exclusivamente para ações de prevenção.

“Estou seguro de que, com essa medida, o Acre e a região da Amazônia terão recursos para lidar com desastres naturais”, declarou.

O senador aproveitou para defender o Projeto de Lei do Senado (PLS 745/11), que redefine prioridades e reorganiza o Sistema Nacional de Defesa Civil. Viana pediu rapidez na tramitação, como forma de minimizar as consequências dos desastres naturais no País.

Com informações da Agência Senado

Leia também