Viana: “Oposição não tem projeto de governo e sim de poder”

Para o senador, a Frente Popular precisa aprender a fazer não só para o povo e sim com o povo.

:: Da redação9 de julho de 2012 14:37

Viana: “Oposição não tem projeto de governo e sim de poder”

:: Da redação9 de julho de 2012

“Oposição não tem projeto de governo e sim de poder”, diz Jorge Viana

Para se manter no poder, a Frente Popular precisa aprender a fazer não só para o povo e sim com o povo. Essa, segundo o senador Jorge Viana (PT/AC), foi a lição tirada da última eleição, quando Tião Bocalom quase alcança Tião Viana nas urnas para o Governo do Estado. O senador diz que a alta popularidade do governo de Tião Viana e do prefeito da Capital, Raimundo Angelim, demonstra que parte desse desafio já foi vencida. 

O senador diz que todas as eleições são importantes, mas as municipais são particularmente desafiadoras para ele, que começou a carreira política como prefeito de Rio Branco. “O PT começou pelas cidades até alcançar a Presidência da República. No município, as alianças são mais difíceis. É uma eleição paroquial. Eu gosto muito”, pondera.

Jorge diz que vai aproveitar o recesso para percorrer todo o Estado. Ele deixa claro que seu foco principal é Rio Branco, mas que o grande sonho da Frente continua sendo Cruzeiro do Sul, a segunda maior cidade acreana. “Agora acho que em Cruzeiro temos boas chances com Henrique Afonso”. Na Capital, de acordo com Jorge, Marcus Alexandre é o melhor quadro que a Frente formou nesse 12 anos. Ele conhece bem todos os problemas, a viabilidade das soluções e o melhor. É humilde de verdade e disciplinado”.

Para ele, o fato do opositor aparecer na frente nas pesquisas para prefeito da Capital, só indicam que ele está na disputa há mais tempo. “Bocalom age como já eleito porque ficou em segundo lugar na última eleição. Mas ele se esqueceu de combinar isso com o eleitor. E até esse momento da campanha aparece que já é mais conhecido. Então, a partir de agora é que Marcus Alexandre vai crescer de verdade. A população vê que a oposição não tem projeto de governo. Só projeto de poder,” afirma.

CÓDIGO PENAL NA PAUTA

No Executivo por 3 mandatos, Jorge Viana reconhece uma ‘certa inquietação’ no Legislativo. Há um ano e meio no Senado, ele diz que governando pode realizar mais, mas no Legislativo pode garantir os meios para a continuidade do projeto de desenvolvimento sustentável da Frente Popular no Acre. Pode ainda beneficiar todos os brasileiros por meio de projetos como o do Código Florestal e do Código Penal.

Viana faz parte de um grupo de senadores que vai elaborar o anteprojeto de lei do novo Código Penal. Ele diz que ficou estarrecido com a afirmação de um juiz da vara de Execuções Penais, de que para ficar preso por 10 anos um criminoso precisa ter matado quatro pessoas. “É a impunidade que faz com que o Brasil seja o recordista nos casos de homicídios. São 50 mil por ano e a maior parte deles com as armas que as pessoas têm em casa”.

Para Jorge, é preciso rever as penas mínimas e as máximas do Brasil. E para que os acreanos possam se manifestar com relação ao novo Código Penal, Viana vai realizar dois seminários, um na Capital, outro em Cruzeiro do Sul.

Além disso, outros temas que serão importantes esse ano no Senado: os royalties do petróleo, a distribuição dos Fundos de Participação dos Estados e Municípios (FPE e FPM).  O desafio, a curto prazo, é baixar os juros do FNO (Fundo Constitucional de Financiamento do Norte),  o que vai gerar mais emprego  e renda.   

Por Sanda Assunção/Jornal A Gazeta

Leia também