Viana rebate senador tucano sobre a campanha da mídia para a alta dos juros

:: Da redação12 de abril de 2013 15:45

Viana rebate senador tucano sobre a campanha da mídia para a alta dos juros

:: Da redação12 de abril de 2013

 

O senador Viana também esclareceu ao tucano
que a visão de projeto de governo do PT é muito
distinto do projeto do PSDB, porque a defesa da
queda dos juros e da inflação sempre foi uma
bandeira petista

Pelo segundo dia seguido, o senador tucano Aloysio Nunes (SP) foi à tribuna ecoar as notícias alarmistas publicadas nos jornais O Globo e Folha de S. Paulo do dia anterior de que a inflação superou a meta e ficou em 6,59% no acumulado em doze meses, terminados em março e, diante disso, o governo Dilma estaria sendo leniente no combate à alta dos preços. Mas também pelo segundo dia, a bancada petista rebateu os tucanos que usam a taxa inflacionária para defender a alta dos juros pelo Banco Central. “É interessante notar que a meta de inflação, durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, extrapolou o índice estabelecido e a inflação era bem mais alta do que é hoje e a mídia não dava a mesma atenção. Como o presidente do Banco Central informou, a inflação continuará pressionada por alguns meses, e depois cairá. Torço que esse tema não seja o foco dos debates para o ano que vem”, disse Jorge Viana (PT-AC).

A referência feita por Viana diz respeito às eleições presidenciais. Nos últimos dias, por conta da alta de preços de produtos “in natura”, a inflação foi pressionada, os preços do tomate subiram muito e se tornou a “estrela” da oposição que pede a alta de juros como forma de combater a alta dos preços e atender os rentistas.

O senador Viana também esclareceu ao tucano que a visão de projeto de governo do PT é muito distinto do projeto do PSDB, porque a defesa da queda dos juros e da inflação sempre foi uma bandeira petista. Desde a posse do ex-presidente Lula, em 2002, o compromisso sempre foi o de não permitir que a inflação fugisse do controle. Lula pegou o Governo com uma inflação de 12,5% e hoje está em 6,59%. Além disso, o que difere o programa adotado por Lula de não permitir que a inflação e o juro alto – remédio sempre usado pelos tucanos para combater a inflação – atuassem como o detonador de tantas vitórias conquistadas nos governos de Lula e Dilma pelos mais pobres e pela classe trabalhadora.

“Quero dizer que havia reportagens seguidamente, durante o governo do presidente Lula, afirmando que tínhamos os juros mais altos, éramos

wellington_1204a

“Quero lembrar que temos a condição de agir
por outros caminhos e o governo está fazendo
isso para evitar a inflação”

recordistas, inclusive na televisão. Agora, a presidenta Dilma abaixa os juros. Quando ela abaixa os juros, há uma campanha para os juros subirem. Essa situação mostra que, às vezes, se esquecem do Brasil e vão só para a divergência de uma ou outra ideia”, disse Viana.

Em aparte, o líder do PT e do Bloco de Apoio ao Governo, Wellington Dias (PT-PI), lembrou que o Governo não abandonou o combate à inflação e muito menos a meta de continuar reduzindo os juros. “Quero lembrar que temos a condição de agir por outros caminhos e o governo está fazendo isso para evitar a inflação”, disse ele, acrescentando que “o que está em jogo é uma política de influenciar o aumento de juros. Isso percebemos de forma muito planejada”, afirmou.

Marcello Antunes

Confira a tabela do Banco Central: inflação estourava sem parar as metas durante o governo dos tucanos
 

Leia mais:

Petistas denunciam campanha pela alta dos juros

Na Mídia: “A batalha dos 0,09%” – Por Paulo Moreira Leite

Leia também