Viana: sempre aprendi que juiz fala pelos autos, e não pelos cotovelos

:: Da redação30 de maio de 2012 14:50

Viana: sempre aprendi que juiz fala pelos autos, e não pelos cotovelos

:: Da redação30 de maio de 2012

O senador Jorge Viana (PT-AC) está chocado com o bate-boca na imprensa, tendo, de um lado, o ministro do Supremo, Gilmar Mendes, e, de outro, o ex-presidente do STF e ex-ministro, Nelson Jobim, e o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva. “O que está acontecendo é muito grave”, diz ele. “Sempre aprendi que juiz fala pelos autos. e não pelos cotovelos. No Brasil, estamos assistindo o contrário disso”, afirma o senador. “Mesmo preso, Carlos Cachoeira continua fazendo estragos. A relação entre Lula, Gilmar e Jobim nunca será a mesma. É lamentável que uma conversa reservada entre três figuras notáveis da República gere tanta polêmica”.

A “história mal contada” do encontro entre Gilmar Mendes e Lula, que alimenta a mídia desde o final de semana, para ele, é sinal de que a CPMI que investiga a organização criminosa chefiada por Carlos Cachoeira ainda trará graves revelações. O senador está particularmente indignado com a maneira como Lula vem sendo tratado. “O ex-presidente é um exemplo de vida. Foi exemplar durante os por oito anos em que ocupou a Presidência da República, e, antes de tudo, merece respeito pelo que foi e pelo que é”.

Viana destaca que, na polêmica reunião entre Lula, Gilmar e Jobim, o único que deve obediência à liturgia do cargo é o ministro Gilmar. “Está na Lei da Magistratura”.

Siga @JorgeVianaAcre no twitter

Leia também