Estado de guerra

Violência no Brasil mata igual bomba de Hiroshima

De acordo com o levantamento, são 171 casos por dia e um crescimento de 3,8% em relação a 2015, apontando um aumento sem precedentes da violência no país
:: Osni Calixto30 de outubro de 2017 19:51

Violência no Brasil mata igual bomba de Hiroshima

:: Osni Calixto30 de outubro de 2017

O Brasil registrou 61.619 mortes violentas intencionais, como assassinatos, em 2016, segundo pesquisa divulgada pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgada hoje. De acordo com o levantamento, são 171 casos por dia e um crescimento de 3,8% em relação a 2015, apontando um aumento sem precedentes da violência no país.

Para o senador Paulo Rocha (PT-PA), o levantamento é profundo e mostra que o Congresso Nacional precisa se posicionar diante das evidências. “Parece que declararam estado de guerra no país”, afirmou argumentando que em uma semana os jornais da grande mídia noticiaram a ocorrência de 1.195 mortes, segundo a pesquisa.

“Para se ter uma ideia, a bomba que os Estados Unidos jogaram sobre Hiroshima matou cerca de 61 mil japoneses. Aqui não precisou de bomba: morrem 60 mil brasileiros”, alertou o senador Paulo Rocha. “Do total dessas vítimas, 89% são homens, especialmente jovens entre 18 e 25 anos. Os negros entre esses jovens são cerca de dois terços”, esclarece ele.

O parlamentar petista lembrou que até 2014 os números da violência vinham caindo por conta dos programas de redução da violência implementados pelo governo. Para o senador Paulo Rocha, é necessário enfrentar a crise econômica e promover um esforço para estabelecer metas de combate e redução da criminalidade.

Leia também