Defesa da Petrobras

Wagner critica venda de refinaria: “acionista da Petrobras é o povo”

Para o senador, o plano de venda de ativos da Petrobras do atual governo é inaceitável
:: Assessoria do senador Jaques Wagner9 de abril de 2021 12:40

Wagner critica venda de refinaria: “acionista da Petrobras é o povo”

:: Assessoria do senador Jaques Wagner9 de abril de 2021

O senador Jaques Wagner (PT-BA) voltou a classificar como absurda a venda da refinaria baiana Landulpho Alves pela metade do seu valor de mercado, durante live do programa Debate Petroleiro realizada no YouTube, nessa quinta-feira (8/4). “Esse processo de fatiamento da Petrobras, transformando as refinarias em subsidiárias para poder vendê-las, é a forma mais criminosa de detonar um patrimônio que não pertence a nenhum governo, mas ao povo brasileiro” destacou o senador.

Para Wagner, o plano de venda de ativos da Petrobras do atual governo é inaceitável, e a tentativa de “desmantelar este símbolo nacional atende aos interesses só daqueles que não querem deixar o Brasil ser do tamanho que ele é e que a nossa gente merece. Daqueles que não querem que tenhamos ciência, tecnologia e que sejamos sempre subalternos”.

Ele fez questão de lembrar que o presidente da República é o representante eleito do único acionista majoritário da Petrobras: o povo brasileiro. “O que os acionistas majoritários da Petrobras querem agora é gás mais barato, gasolina mais barata, diesel mais barato e empregos aqui no Brasil e não lá fora”, afirmou o senador.

O senador destacou as vitórias obtidas no TCU e no Senado Federal para frear essa sanha entreguista do governo, preservar a Petrobras e defender a soberania nacional. “Foram ações importantes, mas a batalha continua. Precisamos seguir combinando a luta institucional no Congresso com a luta da classe trabalhadora nas ruas. O futuro depende da nossa resistência agora”, advertiu Wagner.

Leia também