Wellington Dias defende aumento salarial de 8% para bancários

Segundo o senador, a categoria deve receber o mesmo reajuste concedido aos funcionários dos Correios.

:: Assessoria do senador José Pimentel9 de outubro de 2013 20:42

Wellington Dias defende aumento salarial de 8% para bancários

:: Assessoria do senador José Pimentel9 de outubro de 2013

“Essa greve já se alongou demais. Tem de
haver um esforço por parte dos bancários
e dos banqueiros para que a greve termine
sexta”

O líder do PT no Senado, Wellington Dias (PI), reuniu-se nesta quarta-feira (09) com os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e do Planejamento, Miriam Belchior, para tratar, entre outros assuntos, da negociação do aumento salarial dos bancários, que estão em greve há 20 dias.

Ele defendeu que os bancários recebam aumento semelhante ao dado aos trabalhadores dos Correios, de cerca de 8%. “Esse foi o percentual definido pelo Tribunal Superior do Trabalho como parâmetro para as estatais”, destacou Wellington.

Também participaram das negociações o líder do Governo no Congresso Nacional, senador José Pimentel (PT-CE), e os deputados petistas Assis Carvalho (PI), Jesus Rodrigues (PI), Erika Kokay (DF) e Ricardo Berzoini (SP).

“Essa greve já se alongou demais. Tem de haver um esforço por parte dos bancários e dos banqueiros para que a greve termine até a próxima sexta-feira”, ressalta Wellington. “Um reajuste equivalente à inflação mais 1,8% de produtividade pode não ser o desejado, mas é uma importante conquista considerando a conjuntura atual”, completa.

Wellington esteve reunido com o comando nacional dos grevistas, com o sindicato dos bancários de Brasília e com bancários do Piauí. O senador piauiense também tem feito gestão junto ao Governo e à Febraban para apresentação de propostas. “Defendo que os bancos federais como Caixa Econômica, Banco do Brasil e Banco do Nordeste tratem com a Fenabam para acordar um reajuste de 8% e tratem em rodadas de negociações específicas a pauta específica”, concluiu o senador Wellington.

Assessoria de Imprensa do senador Wellington Dias

Leia também