Wellington diz que medidas de estímulo à economia devem continuar

:: Da redação6 de fevereiro de 2013 17:20

Wellington diz que medidas de estímulo à economia devem continuar

:: Da redação6 de fevereiro de 2013

A Confederação Nacional da Indústria abriu, nesta terça-feira (05), o Seminário RedIndústria – Construindo a Agenda Legislativa 2013. O líder do PT no Senado, Wellington Dias (PT-PI), integrou o painel de abertura do evento. Na ocasião, o presidente da CNI, Robson Braga, destacou o papel decisivo do Congresso Nacional na melhoria do ambiente de negócios e na eliminação dos entraves ao desenvolvimento do País. Segundo ele, é importante avançar em reformas que modernizem a legislação, atacando a burocracia e reduzindo a carga tributária. “Temos uma parceria de altíssimo nível, mas precisamos transformar essa relação em benefícios reais para o Brasil”, sublinhou.

Wellington: “Existem necessidades
reais e um ambiente muito favorável
a mudanças”

Nesta mesma linha, Wellington Dias defendeu a ampliação das medidas de estímulo ao setor produtivo brasileiro, adotadas pelo Governo Dilma. Para 2013, segundo o líder do PT, as prioridades são a continuidade da desoneração da folha salarial das empresas e indústrias, a ampliação dos investimentos e as mudanças na legislação tributária. No Legislativo, destaque para a conclusão do marco regulatório de gás e petróleo, o novo Código da Mineração e mudanças no Código Comercial. “Existem necessidades reais e um ambiente muito favorável a mudanças”, frisou.

Em sua palestra sobre conjuntura política e econômica, na abertura do seminário, o cientista político Alberto Carlos Almeida, do Instituto Análise, afirmou que 2013 é um ano propício para que o Congresso discuta propostas importantes para o setor produtivo, especialmente por este não ser um ano eleitoral. Dentre os temas que devem estar em destaque na agenda legislativa nos próximos dois anos, ele destacou a extinção do fator previdenciário, a reforma do ICMS interestadual e a multa adicional do FGTS.

Números apresentados apontam que os investimentos no Brasil cresceram desde 2007, passando de 0,6%do PIB, para 1,1%. De janeiro de 2001 a setembro de 2012, foram 35 mil ações de investimentos e 11,3 mil projetos, sendo 30% destes na área de transporte (rodovias, ferrovias, portos, dentre outros) e 11% em educação.

O RedIndústria reúne na CNI  mais de 200 técnicos e dirigentes das 27 federações da indústria  e das associações nacionais setoriais de mais de 60 setores. Eles vão eleger, entre mais de 600 projetos em tramitação no Congresso Nacional, uma centena de propostas de interesse do setor produtivo, que integrarão a 18ª Agenda Legislativa da Indústria, a ser lançada em abril.

Informações da Assessoria Imprensa do senador Wellington Dias

Leia também