Abastecimento de água chega a mais de 94% dos municípios

:: Da redação20 de outubro de 2011 11:14

Abastecimento de água chega a mais de 94% dos municípios

:: Da redação20 de outubro de 2011

O Atlas de Saneamento 2011, lançado nesta quarta-feira (19) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra que, entre 2000 e 2008, houve avanço no número de municípios cobertos pelo saneamento básico em todas as regiões do Brasil. A meta de universalização dos serviços de manejo de resíduos sólidos e de águas pluviais, e ainda, do serviço de abastecimento de água está mais próxima de ser alcançada. A cobertura já é superior a 94% dos municípios brasileiros.
O estudo é baseado nos dados da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico 2008 e permite visualizar a situação nas diferentes regiões do País em relação à distribuição, abrangência e qualidade dos serviços de saneamento.
O maior desafio é a melhora no serviço de rede coletora de esgoto. A comparação entre o número de municípios mostra que, apesar dos avanços constatados entre 2000 e 2008, o esgotamento sanitário era o serviço que apresentava a menor abrangência municipal. O percentual de cobertura, em 2008, era de 55,2% em todo o País. O Atlas revela que houve aumento na proporção de domicílios com acesso à rede de esgoto, que passou de 33,5%, em 2000, para 45,7%, em 2008, especialmente nos municípios com menos de 50 mil habitantes.

Coleta seletiva
O percentual de cidades brasileiras que fazem coleta seletiva dobrou. De acordo com o estudo, o índice, que em 2000 era de 8,2%, chegou a 17,9% em 2008. No Brasil, são 994 municípios que fazem coleta seletiva, e destes, 536 deles contam com a participação das chamadas cooperativas.
Entre os que fazem a coleta, 38% conseguem cobrir todas as áreas da localidade. Em relação às diferenças regionais para este serviço, verificou-se que Sudeste e Sul já alcançam um percentual acima dos 40%, enquanto Norte, Nordeste e Centro-Oeste estão abaixo de 10%. “Para nós é fundamental a ampliação dos serviços de saneamento. Cada R$ 1 investido em saneamento pode reduzir em até R$ 4 os investimentos necessários na saúde” afirmou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.

Atlas de Saneamento 2011
O Atlas reúne informações da Pesquisa Nacional de Saneamento Básico – PNSB 2008, realizada em parceria com o Ministério das Cidades, estatísticas do Censo Demográfico 2010 e de fontes provenientes de outros órgãos e entidades. A pesquisa traz ampla abordagem do tema, onde contempla, além da distribuição espacial, qualidade e eficiência das redes e dos serviços oferecidos no País. O estudo também trata os dados na perspectiva da natureza relacional do saneamento básico com a preservação do meio ambiente e a qualidade de vida das populações. Composta de mapas, textos analíticos, gráficos, tabelas, imagens e um glossário, o conteúdo da pesquisa está disponível em CD-ROM e no portal do IBGE na Internet.

(Secom)
Acesse o Atltas do IBGE clicando aqui

Leia também