Ângela pede fim de interrupções no fornecimento de energia em Roraima

:: Da redação8 de março de 2016 20:11

Ângela pede fim de interrupções no fornecimento de energia em Roraima

:: Da redação8 de março de 2016

Por cinco horas, Boa Vista e outros municípios ficaram às escuras nessa segunda-feiraCinco horas enfrentando a escuridão e o calor. A população de Roraima precisou enfrentar mais uma vez, na noite dessa segunda-feira (7), o problema, já denunciado à exaustão por parlamentares do estado. Nesta terça-feira (8), a senadora Ângela Portela (PT-RR) voltou à tribuna para pedir providências no sentido de resolver a questão do Linhão de Tucuruí. 

A obra, que segundo informações divulgadas pela imprensa do estado, só deve chegar a Boa Vista em 2018, vai conectar o estado ao Sistema Interligado Nacional (SIN), garantindo energia mais confiável e segura do que a fornecida pela Venezuela por meio do Linhão de Guri. 

“Ontem, a população teve que sair para visitar um shopping por que não aguenta ficar em casa num calor terrível, no desconforto da escuridão. Essa situação é admissível? ”, perguntou a senadora. 

Segundo ela, um componente adicional torna a questão ainda mais triste: ”Roraima conta hoje com três termelétricas de maior porte. Só uma delas, a de Monte Cristo, instalada há pouco, conta com capacidade geradora de 97MW. Outras duas termelétricas, Floresta e do Distrito, fornecem em tese 40MW cada uma. A soma, portanto, chega a 177 MW. Seria, em tese, o suficiente para atender às necessidades imediatas de Roraima, que estão por volta de 150MW”. 

O problema, relatou Ângela, é que esse quantitativo não é suficiente para enfrentar o apagão, porque a Eletrobras não tinha diesel suficiente para colocar todas em funcionamento. 

Ângela lembrou que o estado depende da energia gerada na Venezuela e de três termoelétricas que não estão atendendo à necessidade do estado. “Então, é necessário que a Eletrobras tome providências para suprir essa necessidade, que é básica do povo de Roraima, das famílias de Roraima. Precisamos de energia segura e confiável. Não podemos mais conviver com constantes apagões”, apelou. 

Ela pediu à Eletrobras que conceda o diesel necessário para que as termoelétricas roraimenses funcionem a contento num eventual apagão causado pelo Linhão de Guri. 

Em aparte, o senador Telmário Mota (PDT-RR) lembrou que o PSDB e o PMDB “passaram seis anos destruindo o estado de Roraima”. Ele afirmou que o estado tinha uma energia sólida e boa, que vinha da Venezuela. ”Hoje, Roraima vive em um apagão, no abandono”, denunciou. 

Leia mais: 

Ângela pede ajuda ao governo após Justiça suspender obra do linhão do Tucuruí

Ângela vai ao Planalto pedir urgência para liberação das obras do Linhão

Leia também