Anibal destaca recuperação de rodovias federais no Acre

Programa prevê investimentos de R$ 143,5 milhões para a BR-364 e a BR-317.

:: Da redação10 de outubro de 2012 20:30

Anibal destaca recuperação de rodovias federais no Acre

:: Da redação10 de outubro de 2012

Em pronunciamento nesta quarta-feira (09/10), o senador Anibal Diniz (PT-AC) anunciou a recuperação de 428 quilômetros de rodovias federais no Acre, por meio de programa já autorizado pela presidente Dilma Rousseff, que prevê investimentos de R$ 143,5 milhões nos próximos dois anos.

A ordem de serviço foi assinada no último dia 4 pelo governador Tião Viana (PT), disse o senador. Segundo ele, o programa prevê a recuperação de duas importantes rodovias do estado: a BR-364, que liga o Acre ao resto do País, e a BR-317, que leva à fronteira com o Peru.

O trabalho de recuperação das rodovias será executado em dois lotes, explicou Anibal Diniz. O primeiro, na BR-317, entre a cidade de Senador Guiomar, a 20 quilômetros de Rio Branco, até o quilômetro 52, no sentido Assis Brasil. O segundo lote será executado na BR-364, no trecho que começa na divisa com Rondônia e vai até o município de Sena Madureira, a 145 quilômetros de Rio Branco.

Anibal Diniz explicou que a manutenção dessas estradas federais ocorria sob a responsabilidade do governo do Acre, que para isso estava tendo que investir cerca de R$ 30 milhões mensais. Com a economia, o estado poderá usar esse dinheiro para redirecionar investimentos em estradas secundárias, afirmou.

O senador observou que as obras terão início nos próximos dias, uma vez que já teve início o processo licitatório, que definiu a participação de três empresas na execução do projeto.

Anibal Diniz também ressaltou que a construção da ponte sobre o rio Madeira, entre o Acre e Rondônia, já conta com o aval da presidente Dilma Rousseff e o comprometimento do ministro dos Transportes, Paulo Passos.

Em aparte, o senador Tomás Correia (PMDB-RO) disse que as obras de recuperação das rodovias serão importantes para as economias do Acre, Rondônia e Mato Grosso.

Agência Senado

Leia a íntegra do discurso de Anibal Diniz

Leia também