Brasil amplia participação das suas exportações no comércio global

:: Da redação14 de abril de 2012 17:24

Brasil amplia participação das suas exportações no comércio global

:: Da redação14 de abril de 2012

Fatia nacional nas exportações mundiais cresceu de 1,36% para 1,44%, entre 2010 e o ano passado, segundo a OMC. China e Mercosul são os principais compradores de produtos brasileiros.

A participação do Brasil aumentou e passou de 1,36%, em 2010, para 1,44%, em 2011, de acordo com relatório da Organização Mundial do Comércio (OMC) divulgado na última quinta-feira (12). O Brasil segue ocupando a vigésima segunda posição no ranking dos países exportadores com tendência de elevação de sua representatividade internacional, observada desde 2003.

Os dados da OMC refletem o recorde da balança comercial brasileira (veja gráfico), registrado em 2011 pelo Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio (MDIC), com o maior valor já exportado pelo Brasil: US$ 256 bilhões, aumento de 26,8% em relação a 2010. As importações somaram US$ 226 bilhões e a corrente de comércio ficou em US$ 482 bilhões. Em relação ao saldo comercial, o País obteve superávit de US$ 29,8 bilhões, aumento de 46,9% em relação ao ano anterior. Na importação, o Brasil caiu uma posição em 2011, ocupando agora a vigésima primeira, mas aumentou sua participação, de 1,25% para 1,29%.

Diversificação – O incremento das exportações está relacionado à contínua diversificação de mercados compradores e à elevação dos preços das commodities, segundo o Boletim Economia Brasileira em Perspectiva, do Ministério da Fazenda. A participação percentual das exportações feitas para a China e para o Mercosul tem crescido em importância. Nos últimos vinte anos, a participação chinesa passou de 1,22% do total para 17,31%, ao passo que parceiros do Mercosul passaram de 4,20% para 10,88%.

A tendência observada no último ano tem se mantido nos primeiros meses de 2012. De janeiro até a primeira semana de abril, o superávit da balança comercial é de US$ 2,145 bilhões (média diária de US$ 32 milhões). No acumulado do ano, as exportações alcançaram US$ 58,458 bilhões (média diária de US$ 872,5 milhões), resultado 5,1% acima do verificado no mesmo período de 2011, que teve média diária de US$ 829,9 milhões. O acumulado anual das importações está 7,7% maior em relação ao ano passado (média diária de US$ 780,2 milhões). No ano, as compras externas brasileiras foram de US$ 56,313 bilhões (média diária de US$ 840,5 milhões).

Com Agências

Leia também