Lula Livre

Brasil ignora ONU e não explica veto de entrevistas com Lula

Relator da entidade, que já havia se posicionado em favor do direito do ex-presidente de participar das eleições, deu 60 dias para obter resposta. Prazo venceu nesta segunda (10)
:: Agência PT de Notícias11 de dezembro de 2018 10:23

Brasil ignora ONU e não explica veto de entrevistas com Lula

:: Agência PT de Notícias11 de dezembro de 2018

Ciente do cenário político catastrófico em vigor no Brasil, a Organização das Nações Unidas (ONU) tem se posicionado com frequência para evitar violações como a retirada de Lula da disputa eleitoral e a proibição de o ex-presidente de conceder entrevistas. Neste caso, o prazo para que as autoridades do País dessem explicações venceu nessa segunda-feira (10).

O pedido da entidade para que o Estado brasileiro justificasse o motivo da proibição de entrevistas ocorreu no dia 10 de outubro e foi assinado pelo relator independente para a proteção da liberdade de expressão, David Kaye.  “Expressamos nossa preocupação sobre a decisão de prevenir a imprensa de entrevistar Lula na prisão”, escreveu o relator na época.

Em outro trecho, Kaye deixa claro que “a imprensa não é impedida ou censurada na cobertura ou na publicação de eventos e entrevistas, em geral e em particular, durante as eleições” e mostrou preocupação justamente pelo fato de a proibição ter ocorrido justamente durante o pleito.  “O fato de essa decisão ter sido publicada no contexto das eleições, onde o papel da imprensa e o direito público à informação é de importância maior e podem ter um impacto nos resultados das eleições”, apontou.

Confira a íntegra da matéria

Leia também