CDH acata voto de solidariedade à bióloga Ana Paula Maciel

O senadores pediram ainda a libertação da ativista brasileira, detida na Rússia, junto com outros 27 ativistas e dois jornalistas em setembro.

:: Da redação23 de outubro de 2013 17:01

CDH acata voto de solidariedade à bióloga Ana Paula Maciel

:: Da redação23 de outubro de 2013

Ana Paula foi presa após protesto
contra uma plataforma da empresa
russa Gazprom no Ártico (Greenpeace)

A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), presidida pela senadora Ana Rita (PT-ES) acatou, nesta quarta-feira (23), voto de solidariedade à brasileira Ana Paula Maciel, ativista do grupo Greenpeace presa na Rússia junto com outros 27 ativistas e dois jornalistas sob a acusação de pirataria marítima. Além do voto, os membros do colegiado também pedem a libertação da bióloga gaúcha.

Ana Paula Maciel foi detida em 19 de setembro, em Murmansk, cidade situada no norte do país, após protesto contra uma plataforma da empresa russa Gazprom no Ártico, onde a estatal procura petróleo. Ela e os demais militantes podem receber pena de até 15 anos de prisão.

No requerimento apresentado pelo senador João Capiberibe (PSB-AP) – também subscrito pelos senadores Ana Rita (PT-ES) e Paulo Paim (PT-RS) – o parlamentar argumenta que o crime de pirataria não corresponde à atividade praticada pelos ativistas.

“Pirataria apenas se aplica quando há tentativa de apresamento de propriedade alheia de maneira violenta ou com ameaça de violência, e não a protestos pacíficos”, explica Capiberibe.

Leia mais:

Em artigo senador Paulo Paim: Libertem Ana Paula Maciel

Paim, Suplicy e Ana Rita pedem liberdade de Ana Paula

Dilma quer solução para brasileira presa na Rússia

Leia também