CNI/Ibope: Governo Dilma alcança melhor marca desde o início do mandato

:: Da redação29 de junho de 2012 14:53

CNI/Ibope: Governo Dilma alcança melhor marca desde o início do mandato

:: Da redação29 de junho de 2012

Nova rodada de pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) junto ao Ibope, para avaliar a opinião pública sobre o desempenho do governo da presidenta Dilma Rousseff, foi divulgada na manhã desta sexta-feira (29). O resultado mostra que cresceu mais uma vez a avaliação positiva do governo – alcançando o maior índice de aprovação desde o início do mandato da presidenta Dilma Rousseff.

A opinião favorável dos entrevistados foi puxada desta vez tanto pelas medidas de estímulo à economia interna e pela redução dos juros, quanto pelo aprofundamento da política de combate à miséria com o programa Brasil Carinhoso, apresentado à população no intervalo entre a pesquisa divulgada hoje e a anterior. O índice de pessoas que consideram a gestão ótima ou boa subiu de 56%, em março, para 59% em junho.

Os percentuais de brasileiros que aprovam a maneira como Dilma governa e que confiam na presidenta ficaram estáveis em 77% e 72%, respectivamente, em relação a março. Sobre a expectativa em relação ao restante do mandato de Dilma, 61% consideram ótimo ou bom e 25%, regular. O percentual dos que acham esse quesito ruim ou péssimo se manteve em 10% desde dezembro de 2011

A CNI avalia que, entre as nove áreas avaliadas pela população, as três que apresentaram melhora terem sido a de taxa de juros (cujo índice de aprovação subiu de 33% em março para 49% em junho), a de combate à inflação (passou de 42% para 46%) e impostos, que aumentou de 28% para 31%.

As áreas mais bem avaliadas foram combate à fome e à pobreza, com 57% de aprovação, meio ambiente (55%) e combate a desemprego (53%). A pesquisa da CNI registrou que as áreas que tiveram suas avaliações pioradas foram as de saúde e educação, com índices de reprovação de 66% e de 54%, respectivamente.

A pesquisa CNI/Ibope ouviu 2002 pessoas em 141 municípios entre os dias 16 e 19 de junho. A margem de erro é 2 pontos percentuais.

(Com informações da Agência Brasil)

Foto: Blog do Planalto

Leia também