Com nova distribuição de royalties, que ganha é o Brasil

:: Da redação20 de outubro de 2011 13:01

Com nova distribuição de royalties, que ganha é o Brasil

:: Da redação20 de outubro de 2011

O SR. WELLINGTON DIAS (Bloco/PT – PI. Sem revisão do orador.) – Senador Wellington Dias, Sr. Presidente.
Eu queria aqui também fazer um agradecimento a V. Exª, pela forma como conduziu esses trabalhos, a todos os líderes, aliás da Câmara e do Senado, pela forma como travamos aqui esse democrático debate.
Também parabenizar aqui o debate firme, e reconheço como legítimo, das bancadas do Rio e do Espírito Santo. Destaco aqui o trabalho do Senador Dornelles, do Senador Lindbergh, do Senador Crivella, da Senadora Ana Rita, do Senador Ferraço, do Senador Magno Malta, que estiveram aqui com outros Parlamentares na defesa de suas posições.
Quero dizer da importância do trabalho do Relator, que também se dedicou, nesse período, a encontrar um caminho por onde pudéssemos chegar onde chegamos. E creio e confio que, na Câmara, também vamos ter um debate semelhante e poderemos avançar.
Acho que quem ganha hoje é o Brasil. É uma riqueza no mar, é uma riqueza que é finita e que tem destinação específica naquilo que os brasileiros mais precisam: educação, saúde, infraestrutura, ciência, tecnologia.
Com certeza, essa forma de distribuição, neste primeiro momento, causa aqui, como vimos, desconforto para alguns Estados, para alguns Municípios, mas passamos a ter uma regra que garante que essa riqueza, que pertence à União, que pertence, portanto, a todo o povo brasileiro, possa servir para o desenvolvimento e para a erradicação da pobreza.
Cada Município, de todos os Estados, vai ter condições de mais investimentos.
O SR. WELLINGTON DIAS (Bloco/PT – PI) – Fico feliz e quero aqui agradecer agradecer a Deus e agradecer a todos que aqui contribuíram os que são do Senado e os que são da Câmara, os governadores, os prefeitos, os estudantes, enfim, todas as pessoas que contribuíram para esse importante debate.
Eu acho que ganha hoje, Sr. Presidente, o Senado. É uma data que, no futuro, vamos ver que é uma data histórica para a Nação brasileira, porque é um problema que não era de fácil solução. O petróleo é nosso e os royalties são nossos também, de todo povo brasileiro. (Palmas.)

=

O SR. WELLINGTON DIAS (Bloco/PT – PI) – Sr. Presidente, passei realmente esses dias envolvido no acompanhamento desse projeto, mas não poderia deixar de dizer, Senador Cristovam, que é uma data especial. Queria saudar aqui todo o povo do Piauí, me permitam, na pessoa desse meu professor na área do pré-sal, o Deputado Marcelo Castro, por todo o povo do Piauí.
Hoje é o dia do Piauí, dia 19 de outubro, data em que se proclamou a independência do Piauí, na cidade de Parnaíba, quando Simplício Dias da Silva proclamou a independência. É uma data comemorativa no nosso Estado.
Então, queria em meu nome e, tenho certeza, em nome da bancada do Piauí, saudar todo o povo do Piauí e todo povo brasileiro.
Creio que é um grande presente para o nosso Estado a votação histórica que tivemos hoje aqui.
Obrigado Presidente Sarney, fico feliz por esta oportunidade.

Leia também