Copa do Mundo deve gerar 380 mil empregos em bares e restaurantes

:: Da redação24 de março de 2014 22:36

Copa do Mundo deve gerar 380 mil empregos em bares e restaurantes

:: Da redação24 de março de 2014

As vagas somam-se aos 3,6 milhões de postos de trabalho criados com as obras destinadas ao evento

O setor de bares e restaurantes deverá abrir 380 mil vagas temporárias em decorrência da realização da Copa do Mundo de 2014, afirma um estudo da consultoria Value Partners Brasil realizado a pedido do Ministério do Esporte. São cargos de recepcionistas, atendentes e garçons. Desde o início das obras destinadas ao evento, já foram criados mais de 3,6 milhões de postos de trabalho, o que equivale à população do Uruguai.

Para garantir que o setor de hotelaria, bares e restaurantes esteja preparado para atender aos visitantes durante a Copa, o Ministério do Turismo vem investindo em qualificação profissional por meio do Pronatec Turismo, um programa que prepara os trabalhadores do setor em 54 atividades. Já são 125 mil pessoas matriculadas nos cursos oferecidos e mais 36 mil vagas abertas nas cidades-sede da Copa para cursos de garçom, auxiliar de cozinha, agente de informação turística, entre outros. Os cursos são oferecidos pelo Senac, Senai, Sesc e Sesi, institutos federais e estaduais de educação.

“O trabalhador que está diretamente em contato com o turista é nosso principal cartão de visitas. Ao investir em mão-de-obra, contribuímos também com a formação do indivíduo e com o desenvolvimento do setor”, diz Vinicius Lages, ministro do Turismo.

Com informações do Ministério do Turismo

Leia mais:

Humberto Costa celebra Copa no Brasil e refuta pessimistas

Copa gera riquezas que ajudarão a sociedade

Aldo Rebelo: Copa é oportunidade para superar mazelas históricas


Leia também