Crianças com aids terão novas opções de tratamento

:: Da redação24 de agosto de 2011 20:57

Crianças com aids terão novas opções de tratamento

:: Da redação24 de agosto de 2011

Brasil adota primeiro medicamento para menores de seis anos que auxilia quando não há resposta ao tratamento

As crianças que vivem com aids no Brasil vão poder contar com novos tratamentos a partir da próxima semana. O Ministério da Saúde incluiu no esquema terapêutico de crianças e adolescentes o primeiro antirretroviral (ARV) incorporado ao Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivamente para esses pacientes, o tipranavir. A droga entra como opção mais confortável de medicação de 3ª linha, ou seja, moderna e indicada para vírus resistentes – a 1ª linha é composta por medicamentos mais usuais e utilizados em tratamentos iniciais. O tipranavir é também o primeiro medicamento de resgate (que auxilia quando não há resposta ao tratamento ou falha na terapia) adotado no País que poderá ser utilizado por menores de seis anos de idade.

Farão parte das recomendações outras duas formulações (fosamprenavir solução oral e darunavir pediátrico). Em combinação com o ritonavir solução oral, estes medicamentos são potencializados e inibem a replicação do HIV, ajudando a reduzir a infecção das células saudáveis do organismo.

Até então, o esquema de resgate terapêutico de 3ª linha era feito com ARV indicado para adultos e utilizado por crianças como medida excepcional.

Orçamento – Ao todo, o ministério oferece 13 drogas para crianças que desenvolveram a doença. Atualmente existem no Brasil 4.006 menores de 13 anos em tratamento, sendo que 186 deles estão utilizando medicamentos de 3ª linha. O orçamento para o acesso universal aos antirretrovirais no Brasil é de R$ 846,7 milhões e o investimento em ARV para crianças é de R$ 9,7 milhões.

Em Questão

Fonte: SECOM

Leia também