Caos no SUS

Desmonte na saúde é genocídio anunciado, denuncia Rogério

Senador Rogério Carvalho aponta propostas para melhorar a situação da saúde pública do País após o desmonte promovido pela emenda do teto de gastos e o corte no programa Mais Médicos
:: Rafael Noronha9 de maio de 2019 10:23

Desmonte na saúde é genocídio anunciado, denuncia Rogério

:: Rafael Noronha9 de maio de 2019

“O que está acontecendo na saúde do Brasil precisa ter a atenção de todos. A forma como os médicos do programa Mais Médicos foram desmobilizados podem representar mais de cem mil mortes nos próximos anos. Além disso, o teto de gastos pode impactar na mortalidade da população brasileira em 5,8%. Somado ao desmonte do Mais Médicos, podemos chegar a 8% do aumento da mortalidade no País. Isso é um genocídio anunciado que precisamos denunciar e encontrar soluções”. Esse é o alerta que o vice-líder do PT no Senado, Rogério Carvalho (SE) faz acerca do desmonte iniciado pelo governo Temer e continuado por Bolsonaro na área da saúde pública.

Uma solução para a crise no SUS, de acordo com o senador, é a aprovação da PEC 39/2019 que agrega os recursos dos royalties do pré-sal ao financiamento da saúde para além do limite imposto pela Emenda Contitucional 95 – Teto de Gastos. Além disso, uma proposta de autoria do líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), em conjunto com a bancada do partido, retira a saúde das regras impostas para o teto de investimentos públicos.

“Aprovada a proposta da bancada do PT no Senado podemos evitar o aumento da mortalidade da população brasileira. Temos caminhos para diminuir o sofrimento do nosso povo e melhorar a vida dos brasileiros”, afirma Rogério Carvalho.

Pesquisas mostram que com o fim do programa “Mais Médicos” a previsão entre 2017 e 2030 é de aumento no número de mortes. Pode chegar a 100 mil. Outros levantamentos apontam que o impacto do teto de gastos na saúde também vai vir na ampliação da mortalidade. Sobe cerca de 5,8% em comparação ao cenário atual. Isso por falta de investimentos.

Dos 135 remédios distribuídos obrigatoriamente pelo Ministério da Saúde, 25 estão com o estoque zerado e 18 devem esgotar em breve. Um cenário que o Senador Rogério Carvalho (PT-SE) e a bancada do PT no Senado já previam. E agora, apresentam Propostas de Emenda à Constituição que podem impedir tantas mortes.

Confira o vídeo

Com informações da Assessoria do senador Rogério Carvalho

Leia também