Dilma integração pode garantir retomada da economia mundial

:: Da redação24 de fevereiro de 2014 14:44

Dilma integração pode garantir retomada da economia mundial

:: Da redação24 de fevereiro de 2014

Para a presidenta a integração entre  Mercosul e União Europeia contribuirá para a recuperação econômica

Dilma aproveitou oportunidade para convidar
países europeus a discutirem a governança
da internet (planalto.gov)

A presidenta Dilma Rousseff afirmou, nesta segunda-feira (24), que a integração entre o Mercosul e a União Europeia contribuirá para a recuperação da economia mundial. Em declaração a imprensa, ao sair da VII Cúpula Brasil União Europeia, Dilma disse ter comunicado aos presidentes europeus sua intenção de levar adiante as negociações para firmar o acordo de Associação entre Mercosul e União Europeia.

“Acredito que essa será uma grande contribuição que nós vamos dar para a recuperação econômica para os países do mundo, em especial para os de duas regiões tão importantes, como é o caso do Mercosul e União Europeia”, afirmou Dilma, que ainda assegurou que o Mercosul “está fazendo um grande esforço para consolidar sua oferta”.

Dilma disse ter ficado surpresa com a contestação pela Europa na Organização Mundial do Comércio (OMC) de programas essenciais para o desenvolvimento sustentável da economia brasileira tais como os programas de desenvolvimento tecnológico Inovar Auto e de desenvolvimento sustentável da Zona Franca de Manaus.

“Nesse último caso, assinalei ao lado europeu minha surpresa de que a Europa, região tão comprometida com questões ambientais, conteste uma produção ambientalmente limpa, que gera emprego e renda, e é instrumento fundamental para conservar a floresta amazônica”, disse. “Iniciativas como a Zona Franca de Manaus contribuem para evitar o desmatamento e a consequente emissão de gases de efeito estufa”, emendou.

Segurança na internet
A presidenta afirmou que o Brasil e a UE concordam que existe a necessidade de uma “arquitetura de governança” na internet que garanta o direito à privacidade dos cidadãos, das empresas e a neutralidade da rede. Dilma reforçou o convite para os países que integram o bloco participarem da reunião Multissetorial Global sobre a Governança da Internet, a se realizar em abril, em São Paulo.

Durante o encontro desta segunda, o Brasil tratou com o bloco europeu a respeito do projeto de ligar os dois continentes por cabos de fibra ótica submarinos.

“Essa é uma questão importante para o Brasil e essa ligação com a Europa significa uma diversificação das conexões que o Brasil tem com o resto do mundo”, disse Dilma. Ela ainda acrescentou que a ligação é estratégica para o Brasil. Na avaliação da presidente, se a política for adotada “de forma concreta”, os dois estarão dando “uma grande contribuição” para ter relações seguras entre os países envolvidos.

Com informações das agências de notícias

Leia mais:

Figueiredo: Mídia oculta avanço do comércio brasileiro com a Argentina

“É natural que o povo queira mais”, diz Lula ao Página 12

 

Leia também