Dilma vai a diplomação de mais 1,7 mil alunos do Pronatec Brasil sem Miséria

:: Rafael Noronha29 de agosto de 2013 20:41

Dilma vai a diplomação de mais 1,7 mil alunos do Pronatec Brasil sem Miséria

:: Rafael Noronha29 de agosto de 2013

Na formatura, em Campinas (SP), presidenta defende valorização dos professores

Dilma: “a população quer oportunidades, não favor”

Aplaudida pelos formandos, a presidenta Dilma Rousseff, participou da cerimônia de formatura de 1,7 mil alunos do Pronatec Brasil Sem Miséria, realizada em Campinas (SP). Na ocasião, a presidenta reforçou o foco de seu governo na valorização do professor e na melhoria da qualidade da educação brasileira.

“Histórias de sucesso estão sendo construídas de Norte a Sul do nosso País. Com o Pronatec estamos formando profissionais de mais diversas áreas de atuação. Hoje, tem gente formando em 47 cursos diferentes. Esses cursos são ligados ao que percebemos que existe necessidade de demanda das empresas dessa região de Campinas”, disse a presidenta. “Para ter educação de qualidade, é preciso ter professor de qualidade. Esse profissional precisa ser valorizado. O professor que se sente valorizado vai valorizar o aluno e se empenhar para dar a melhor aula possível. A educação no Brasil precisava de mais recursos”, reforçou.

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, parabenizou os formandos durante a cerimônia e destacou que o programa “está organizando as oportunidades que o País proporciona”. Além disso, a ministra enfatizou que a formatura desses alunos vence o preconceito daqueles que criticam os programas assistenciais do Governo Federal.

“Hoje, conseguimos vencer o preconceito daqueles que não acreditavam nesse programa. Essa vitória é de vocês, formandos. Esse curso de qualificação tem que ser apenas o começo. Continuem estudando”, disse. “A população quer oportunidades, não quer favor. A população quer participar desse País que cresce e nós, com o Pronatec, estamos organizando essas oportunidades”, enfatizou.

O orador da turma de formandos, Geovanny de Oliveira Saran, de 34 anos, que cursou Elétrica Industrial, em seu discurso, destacou que procurou os cursos do Pronatec após ser demitido de um emprego anterior e encontrar dificuldades para se recolocar no mercado de trabalho. De acordo com ele, que se formou, hoje, em seu terceiro curso, essa especialização mudou a sua vida.

“Eu não esperava chegar tão longe. Percebi o quanto as empresas estão carentes de profissionais capacitados, já que elas investem cada vez mais em tecnologia. Faltando quinze dias para terminar o primeiro curso, fui contratado para atuar na área em que estava me formando. Durante o segundo curso, eu recebi um reajuste salarial e fui indicado a receber uma promoção na empresa. Essa experiência foi muito satisfatória”, relatou, visivelmente emocionado. 

Conheça alguns números do Pronatec Bolsa Família
Desde o início de 2013, já foram matriculadas 3.184 alunos em Campinas, onde foram disponibilizadas 5.555 vagas a serem preenchidas até o final do ano, totalizando recursos de R$ 11,1 milhões. Em 27 de agosto, o Pronatec alcançou a marca de 657.241 matrículas em 1.872 municípios. Esse total representa mais de 60% da meta de qualificar um milhão de brasileiros para o mercado de trabalho até 2014.

O programa oferece 553 cursos de formação inicial e continuada, em diferentes áreas, com duração mínima de 160 horas. O curso mais procurado em todo o Brasil é o de auxiliar administrativo, com quase 75 mil matrículas – 12,1% do total.

Dentre os cursos mais demandados em Campinas, destacam-se o de operador de máquina de usinagem com comando numérico computadorizado; auxiliar de operações e logísticas, operador de empilhadeira, operador de torno com comando numérico computadorizado, operador de fresadora com comando numérico computadorizado, desenhista mecânico, soldador no processo eletrodo revestido aço carbono e aço baixa liga e eletricista industrial.

Campinas também conta com ações do Programa de Promoção do Acesso ao Mundo do Trabalho (Acessuas), destinado a custear mobilização, divulgação, encaminhamento e acompanhamento dos alunos do Pronatec. O município recebeu repasse de R$ 640 mil para execução dessas ações em 2013.

Rafael Noronha, com informações do Blog do Planalto e Agências

Saiba mais sobre o Pronatec

 

Leia mais:

 

Pronatec Brasil Sem Miséria ultrapassa 619 mil matrículas

Oligopólio de mídia omite êxito do Pronatec, para sustentar o preconceito

Leia também