Apoio para bolsonaro

Dinheiro de combate à Covid compra base de apoio

Senador Major Olímpio, que já foi da base governista, denunciou que a verba pública para o combate à Covid-19 está sendo distribuída para, pelo menos, 50 senadores e 200 deputados federais por meio de emendas parlamentares. O objetivo é garantir a base de apoio no Congresso Nacional
:: Taís Ladeira20 de julho de 2020 15:05

Dinheiro de combate à Covid compra base de apoio

:: Taís Ladeira20 de julho de 2020

O orçamento aprovado pelo Congresso para combater a Covid-19 demorou a ser utilizado e, quando o foi, teve objetivos políticos. O Conselho Nacional de Saúde, em junho, alertava em seu relatório sobre a morosidade no repasse dos recursos aos estados. Hoje, o senador Major Olímpio (PSL-SP), ex-bolsonarista, denuncia o uso destes recursos com finalidade política, por parte de Bolsonaro.

No final do mês passado, as bancadas do PT no Senado e na Câmara dos Deputados acionaram o Tribunal de Contas da União (TCU) para que o órgão revisasse as razões da baixa execução dos recursos já autorizados de crédito extraordinário ao Ministério da Saúde, para ações de enfrentamento à pandemia da Covid-19. Até meados de julho, dos valores autorizados para enfrentar a pandemia, o MS não havia pago 70% dos recursos.

Mas parece que os cofres foram, enfim, abertos. Agora, a denúncia parte do senador Major Olímpio, que já foi da base governista. Ele afirma que a verba pública para a Covid-19 está sendo distribuída para, pelo menos, 50 senadores e 200 deputados federais por meio de emendas parlamentares. O objetivo é garantir a base de apoio no Congresso Nacional.

“A denúncia do senador Major Olímpio é grave e precisa ser apurada. Sabemos que Bolsonaro teme a votação do seu processo de impeachment, já que tem dezenas de pedidos para a sua saída. Mas comprar apoio com recurso da saúde pública é um crime, um escândalo”, afirma Rogério Carvalho (SE), líder do PT no Senado.

Na entrevista à imprensa, Major Olímpio diz ter sido procurado por um representante do governo Bolsonaro, e que foi oferecido a ele 30 milhões de reais. Segundo o senador, cada colega seu recebeu 30 milhões e os deputados federais 10 milhões em emendas para os municípios dos seus estados.

O PT vai solicitar a inclusão da denúncia do senador Major Olímpio na ação representada pelas bancadas petistas ao Tribunal de Contas da União, para averiguação.

Leia também